sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Morre o carpinteiro “Didi”, aos 86 anos

William Fernandes - quinta, 24 de fevereiro de 2011

Morreu hoje, às 13h30, na própria residência, Raimundo Leal Duarte, o “Didi”, um dos mais velhos carpinteiros de Chapadinha. Seu Didi já vinha sofrendo, há pelo menos 10 anos, com problemas de “coração grande”. Nos últimos dias ele estava com a saúde bastante debilitada.

O carpinteiro, que foi um dos primeiros a exercer a profissão em Chapadinha, de forma artesanal, tinha 86 anos. Ele era natural de São Bernardo, MA. Torcedor do Galo da Chapada, fazia de tudo para não perder uma partida da equipe no estádio Lucídio Frazão.

Mesmo com a saúde bastante afetada, Didi não perdia uma oportunidade de mostrar seus dotes artísticos, como cantar, por exemplo. Foi o que fez uma vez no estádio Lucídio Frazão, no intervalo de um jogo decisivo com o Sampaio Correa, quando pegou o microfone de uma bike-som e soltou a voz. Foi bastante aplaudido. Ele fez o mesmo em seu aniversário, em outubro do ano passado. Momentos bons e alegres, que ficarão marcados para sempre na mente dos amigos e familiares.

O velório esta acontecendo em sua casa, à Rua Cunha Machado, Bairro da Cruz. O sepultamento será nesta sexta, às 16h00, no Cemitério São Judas Tadeu, o “Sozinho”.
Compartilhe via: