quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Chapadinha sedia no próximo sábado (26), seminário sobre ABC Cerrado numa promoção do Sistema Faema/Senar e parceiros

O sistema Faema/Senar, em parceria com a Prefeitura de Chapadinha, promove neste sábado, (26), às 8 horas, no auditório Professora Teresa Pflueger – Faculdade do Baixo Parnaíba -, situada na avenida Ataliba Vieira de Almeida, 1.452, (próxima à Rodoviária), Seminário de Sensibilização do projeto ABC Cerrado. Poderão participar do evento, produtores rurais, técnicos e gestores de instituições relacionadas ao agronegócio, além de estudantes, professores e profissionais da área.
A reunião é uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, (Senar Regional e Central), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, (Embrapa), do Ministério da Agricultura e Pesca, (Mapa) e prefeitura de Chapadinha, e conta com o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, (Sagrima), da Secretaria de Agricultura Familiar, (Saf) e da Secretaria de Meio Ambiente, (Sema).
O evento terá a participação como palestrante, o coordenador do Programa ABC do Senar Central, (Brasília), Mateus Tavares, os pesquisadores da Embrapa, Joaquim Bezerra Costa e José Mário Ferro Frazão, e do Mapa, Jorge Luis Nascimento e Álvaro Cardoso. Na programação constam ainda as participações do superintendente do Senar-MA, Luiz Figueiredo, do coordenador do Grupo Gestor do Plano ABC, Luiz Coelho e do consultor da Faema, César Viana.

ABC Cerrado
O projeto ABC Cerrado dissemina práticas de agricultura de baixa emissão de carbono e sensibiliza o produtor para que ele invista na sua propriedade de forma a ter retorno econômico, preservando o meio ambiente. É resultado de parceria com o Ministério da Agricultura e a Embrapa, com recursos do Programa de Investimento em Florestas (FIP), administrados pelo Banco Mundial. O programa é desenvolvido em oito, (8), estados do Bioma Cerrado, dentre eles, o Maranhão.
O Senar é o responsável pela formação profissional dos produtores rurais, pela capacitação de instrutores e técnicos de campo com foco em quatro tecnologias preconizadas pelo Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), como por exemplo: sistema plantio direto, recuperação de pastagens degradadas, integração- lavoura – pecuária – Floresta, (ILPL) e florestas plantadas. O Governo Federal é o proponente do Projeto ABC Cerrado e o Governo Estadual é o principal mobilizador no estado.
No Maranhão o Projeto ABC Cerrado está estruturado em duas etapas: seminários de sensibilização e capacitação de produtores e técnicos nas tecnologias ABC. Os Seminários de Sensibilização do Projeto ABC Cerrado acontecem em municípios que representam regiões com grande potencial para produção adotando práticas sustentáveis.

Com informações de Alberto Carlos, edição CN1
Compartilhe via: