terça-feira, 6 de outubro de 2015

Padre Manuel Neves: Este será o nome do Hospital Regional de Chapadinha

Por CN1/Luiz Carlos Jr.

Terça-Feira, 06 de outubro de 2015


A Assembleia Legislativa do Maranhão, aprovou na última quinta-feira (01), o projeto de lei do deputado estadual Zé Inácio (PT), que dá nome ao futuro hospital regional de Chapadinha.

A cópia do projeto de Lei que, foi encaminhado ao Governador Flávio Dino, o hospital regional ganhou o nome do Padre Manuel dos Santos Neves. O pároco foi um homem de personalidade marcante que dedicou grande parte de sua vida ao sacerdócio e à causa pública chapadinhense. A iniciativa, partiu da Prefeita Dulcilene Belezinha e do Secretário de Articulação Política Aluísio Santos, que solicitaram ao deputado Zé Inácio o projeto de Lei, aprovado em 1º e 2º turno. 

Belezinha e Aluísio,  ficaram satisfeitos com o nome  que o novo Hospital Regional de Chapadinha vai passar a ser chamado. 

Abaixo,  ofício do presidente da Assembleia, Projeto de Lei e histórico do Padre Neves:



Histórico do Padre Neves

Manuel dos Santos Neves nasceu na Vila de Cucujães no dia 01 de Agosto de 1941. Entrou no nosso Seminário de Tomar em 01 de Outubro de 1952. Fez o seu Probandato em Cucujães, findo o qual fez o seu Juramento (30 de Julho de 1961).

Fez o seu Juramento Perpétuo em Cucujães, no dia 15 de Agosto de 1964. Em 10 de Junho era ordenado Presbítero pelo então Núncio Apostólico em Lisboa, no Santuário de Fátima, juntamente com outros nove Diáconos da Sociedade Missionária.

Depois de ter sido Vice-Prefeito, Prefeito e Professor nos nossos Seminários de Cucujães e Tomar, partiu para Moçambique (Diocese de Pemba) em Dezembro de 1967.

Em Julho de 1974, participou, como Delegado da Região de Pemba, na nossa 3ª Assembleia Geral. E ficou em Portugal, sendo nomeado Prefeito e Ecónomo no Seminário Valadares, Director do Ano de Formação (1975 1976) e Professor.

Em 14 de Outubro de 1978 partiu para o Brasil, indo trabalhara para a Paróquia da Chapadinha, Diocese do Brejo (Maranhão).

Tomou parte também na 5ª Assembleia Geral (1986), como Delegado do Brasil. Igualmente na 6ª Assembleia Geral, onde foi eleito 3º Assistente Geral, ficando em Portugal como responsável pela Animação Missionária e Promoção Vocacional.

Em 16 de Julho de 1995 regressou a Chapadinha.

Em 1998 participou, como Delegado do Brasil, na 8ª Assembleia Geral, regressando à Chapadinha. Em Janeiro de 2001 foi operado às coronárias (2 by pass) em São Luís (Maranhão).

Os últimos tempos já os conhecemos: a sua “via Crucis” no Hospital de Santa Maria da Feira. Depois de muitas semanas internado, regressou ao Lar de Cucujães.

No passado dia 16 de Abril voltou novamente ao hospital, com pneumonia. No dia 19 de abril de 2015, Deus-Pai “precisou” dele na Sua Casa.
Paz à sua alma.

Extraído do facebook de Severino Morais Filho Morais
Compartilhe via: