sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Foguete explode no Centro de Lançamento de Alcântara

Na tarde desta sexta-feira, uma falha do motor do veículo VS-40M fez com que o foguete explodisse. O incidente ocorreu antes da decolagem, ainda na rampa de lançamento.
O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), confirmou o episódio e afirmou que todos os procedimentos de segurança foram tomados,  e não houve riscos à nenhum dos profissionais envolvidos na operação.
A foguete VS-40M, era um teste para a operação de lançamento do Satélite de Reentrada Atmosférica (SARA). A operação intitulada São Lourenço, está sendo realizada em Alcântara pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) desde o dia 22 de outubro de 2015. A intenção é preparar todos os meios e as equipes envolvidas com a campanha de lançamento em andamento no CLA.
Uma comissão será designada para apurar as causas do incidente.
Foguete  explode no Centro de Lançamento de Alcântara
 Operação São Lourenço
A Operação São Lourenço tem por objetivo realizar o lançamento e o rastreio do foguete suborbital VS-40M V03, a partir do CLA, dentro da trajetória planejada, transportando a plataforma suborbital Satélite de Reentrada Atmosférica (SARA), desenvolvida pelo IAE, a fim de testá-la em voo, além de assegurar a aquisição de dados durante o voo para qualificação de sistemas do veículo e da carga-útil, a plataforma SARA. Nessa carga-útil estará embarcada uma plataforma inercial em versão simplificada do Sistema de Navegação (SISNAV) a ser utilizado no Veículo Lançador de Satélites (VLS-1), desenvolvida pelo IAE. Ainda no VS-40M V03 será embarcado outro experimento, em fase de qualificação, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um GPS de aplicação espacial. A atividade conta com a participação da equipe envolvida com as campanhas de lançamento do IAE e CLA e mobiliza outras organizações militares do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), além de esquadrões aéreos da Força Aérea Brasileira (FAB), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), a Marinha do Brasil (MB). Especialistas da Agência Espacial Alemã (DLR) e do Centro de Lançamento de Esrange (Suécia) atuam também na operação de equipamentos de solo na campanha de lançamentos. A Operação São Lourenço é apoiada pela Agência Espacial Brasileira (AEB).

Fonte: O Imparcial
Compartilhe via: