sábado, 12 de dezembro de 2015

Abertura do "Mais Cultura e Turismo", ontem, em Chapadinha

O Secretário de Estado de Cultura, Felipe Camarão, ressaltou o apoio dado pela prefeitura de Chapadinha, através da prefeita Ducilene Belezinha que assegurou o suporte necessário para viabilizar o trabalho da equipe da Secretaria de Estado da Cultura (Secma). 



CLIQUE AQUI PARA VER O ÁLBUM COMPLETO 


Sebastiana Sales, de 63 anos, nascida na comunidade Quilombola de Santa Rosa dos Pretos, herdou da mãe a tarefa de ser caixeira do Divino. Ao lado de outras companheiras de luta pela preservação de uma tradição secular, ela participou da solenidade de abertura do projeto “Mais Cultura e Turismo” em Chapadinha, realizada na manhã desta sexta-feira (11) na sede da Maçonaria, local onde também foi montada a exposição “Maranhão de Identidades de Tradições”.
IMAGENS DE ONTEM À NOITE, NA PRAÇA DO POVO



O Secretário de Estado de Cultura, Felipe Camarão, ressaltou o apoio dado pela prefeitura de Chapadinha que assegurou o suporte necessário para viabilizar o trabalho da equipe da Secretaria de Estado da Cultura (Secma) e enfatizou o compromisso do governador Flávio Dino em implantar uma política cultural no Maranhão, centrada na preservação da cidadania.

“O Mais Cultura e Turismo não é apenas shows. Este trabalho contempla diversas ações destinadas a promover a cidadania”, ponderou ao lembrar da parceria com a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) com o Viva Cidadão na emissão de documentos e a atuação nas escolas, com oficinas formativas e exposições de literatura.

Ele lembrou ainda que a edição do Mais Cultura e Turismo em Chapadinha marca a estreia do cinema no projeto, viabilizado através de sessões ao ar livre. “Agora, temos também o cinema entre as atrações do Mais Cultura e Turismo e é importante que as pessoas possam ter também o contato com sétima arte”, afirmou Camarão.

Jô Brandão, superintendente de Ação e Difusão Cultural da Secma, acrescentou que a política cultural desenvolvida pelo Governo do Maranhão tem a marca da transparência, da ética e do compromisso com a descentralização das ações culturais do Estado e a democratização da cultura.

Dulcilene Belezinha, prefeita de Chapadinha agradeceu a escolha da cidade para ser incluída integrantes do roteiro do “Mais Cultura e Turismo” que até 2018 deve percorrer um total de 22 munícipios. Promovido pelo governo do Estado por meio das secretarias de Estado da Cultura (SECMA) e do Turismo (SETUR) o projeto já esteve em Mirinzal e Santa Inês, atuando em parceria com as prefeituras locais.

Além do Secretário de Estado da Cultura Felipe Camarão, da prefeita de Chapadinha, Dulcilene Belezinha e da superintendente de Ação e Difusão Cultural da Secma, Jô Brandão, estavam presentes no evento o Superintendente de Articulação Política da Regional Chapadinha, Francisco Gomes, o secretário de estado da cultura de Vargem Grande, Valter Lino da Silva e secretários municipais de Chapadinha e de outras cidades da região do Baixo Parnaíba.

Para animar a cerimônia, participaram da solenidade as manifestações culturais dos povos de terreiro de Chapadinha, os Violeiros do município, a banda Farra das Divas e o Tambor de Crioula de Dona Teresa.

Após a solenidade de abertura do projeto em Chapadinha, todos os presentes foram direcionados para a inauguração da exposição “Maranhão de Identidades e Tradições”, composta por mais de 200 peças do acervo das Casas de Cultura vinculadas a Secma e por peças de comunidades tradicionais de Chapadinha. Na ocasião, a prefeitura do município foi presenteada com um azulejo pintado com uma técnica especial realizada por artesão do Centro de Criatividade Odylo Costa Filho representando a bandeira de Chapadinha.

Encontro de gerações

Participando pela primeira vez de uma edição do Mais Cultura e Turismo, Debora Liz, de 18 anos, aluna do Centro de Artes Cênica do Maranhão( Cacem) acompanhou atentamente a apresentação das caixeiras e o do Tambor de Crioula de Dona Teresa, onde coreiras mais veteranas conviviam com algumas que ainda estão dando os passos iniciais nesta arte como é caso de Francileide Oliveira, de 10 anos. “Estou começando hoje aqui a dançar na roda de tambor de crioula e minha primeira apresentação” informou.

Encarregada de fazer o trabalho de mobilização para o evento junto com outros integrantes da trupe do Cacem, ela se mostra vislumbrada pela oportunidade de ter contato com manifestações culturais das mais variadas matizes. “O que percebo participando do Mais Cultura e Turismo é que nosso estado tem muita riqueza cultural, somente nesta manhã já vi tanta coisa na abertura do evento” comentou.

Além da Exposição “Maranhão: Identidades de Tradições”, a programação do Mais Cultura e Turismo em Chapadinha que será encerrada neste sábado( dia 12) inclui teatro, shows de artistas maranhenses , encontro de mestres, oficinas, cinema na praça e a apresentações dos Boi de Morros e Nina Rodrigues
Compartilhe via: