terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Governo do MA cortou 78% de investimentos contra epidemias em 2015

O Governo do Marahão cortou em 78% os investimentos em ações de combate a epidemias – dengue, chikungunya e zika vírus aí incluídos – no ano de 2015, em comparação com o ano de 2014.
dino
Há dois anos, segundo levantamento da Folha da S. Paulo (veja mais aqui), foram gastos R$ 5,8 milhões em vigilância epidemiológica (atividade de prevenção e controle de doenças). No ano passado, esse valor caiu para R$ 1,3 milhão.
Os dados foram obtidos a partir do sistema de acompanhamento orçamentário do Senado Federal, o Siga Brasil, de informações do Ministério da Saúde e de relatórios resumidos da Execução Orçamentária dos Estados. Os valores estão corrigidos pelo IPCA.
Curiosamente, o corte orçamentário ocorreu justamente no ano em que o país atingiu recorde de casos de dengue e entrou em alerta devido ao avanço do vírus da zika.
Na semana passada, tanto o governo Dilma, quanto a gestão do governador Flávio Dino (PCdoB) começaram a tentar recuperar o terreno perdido. No Maranhão, o comunista anunciou investimentos da ordem de R$ 7 milhões no “Plano de Contingência para Enfretamento de Epidemia de Dengue, Zika vírus e Chikungunya” (saiba mais).
Compartilhe via: