quinta-feira, 10 de março de 2016

Prefeitura de Chapadinha Realiza Mobilização de Conscientização Contra o Aedes Aegypti


Por: Sousa Neto
SECOM/PMC

Na manhã desta quinta-feira (10), a Prefeitura de Chapadinha, através da Secretaria Municipal de Saúde - por meio dos Agentes de Saúde e de Edemias (Vigilância Epidemiológica), intensificou as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti (transmissor da Dengue, Chicungunya e Zika Vírus).

Vale ressaltar: As residências onde não são encontrados focos do mosquito, ganham um adesivo com os dizeres: Imóvel Sem Focos do Aedes Aegypti

Equipe da UFMA/Chapadinha também está envolvida nos trabalhos

Às 8h30, os agentes se reuniram no bairro Corrente, nas proximidades dos colégios CE Dr. Otávio Vieira Passos/Bandeirante (Setor 01) e do CE Raimundo Araújo (Setor 02), para dar início a um “arrastão” pelas casas do bairro para localizar possíveis criadouros do mosquito e orientar a população sobre o que deve ser feito para combatê-lo em suas residências.



Não adianta pensar que o foco de criação do mosquito está no vizinho, ou que está numa cidade distante, ele pode estar bem perto, na nossa própria casa”, alertou Geovane Faria Lima, coordenador do Departamento de Vigilância Epidemiológica. “Para se ter um bom resultado na campanha trabalha-se com medidas preventivas tomadas juntamente com os trabalhos das equipes envolvidas e a conscientização da população. Mas é importante ressaltar que as pessoas devem continuar seguindo essas orientações, porque o risco da proliferação do mosquito Aedes Aegypty continua”, explica.

Cada morador foi orientado sobre as providências que deve tomar e recebeu um folheto com a lista de tarefas de combate ao mosquito.

Allan Monteles - secretário municipal de Saúde

"É importante destacar que todos os departamentos ligados à Secretaria Municipal de Saúde estão envolvidos no combate ao mosquito. Se alguém encontrar focos do mosquito, podem entrar em contato pelo Disque Dengue -99125-2575 (WhasApp), que nossas equipes serão encaminhadas até o local”, esclarece Allan Monteles, secretário municipal de Saúde.



Plausível - Além de tratar-se de uma ação para evitar o problema, oferece garantias à saúde pública, a mesma contou com a parceria da UFMA e Escolas Estaduais, Agentes de Saúde e de Edpidemias (Vigilância Epidemiológica).
Compartilhe via: