segunda-feira, 9 de maio de 2016

Dilma pede cautela a aliados ao comentar decisão de Waldir Maranhão

Presidente em exercício da Câmara anulou sessão do impeachment.
A apoiadores, Dilma disse que não sabe que consequências terá o ato.


Filipe MatosoDo G1, em Brasília










A presidente Dilma Rousseff pediu cautela a aliados nesta segunda-feira (9) sobre a decisão do presidente em exercício da CâmaraWaldir Maranhão (PP-MA), que anulou a sessão do impeachment na Casa. No dia 17 de abril, o plenário da Casa votou pela continuidade do processo de afastamento da presidente.
Dilma comentou o ato de Maranhã durante um discurso no Palácio do Planalto em evento no qual ela assinou a proposta para a criação de cinco novas universidades federais. Apesar de plateia, formada por entidades ligadas à educação que apóiam a presidente, ter comemorado a decisão de Maranhão, Dilma disse que não sabe que consequências terá o ato e ressaltou que o país vive um momento de "manhas e artimanhas".
“Soube agora da mesma forma que vocês souberam, apareceu nos celulares que todo mundo tem aqui, que um recurso foi aceito e portanto o processo está suspenso. Eu não tenho essa informação oficial. Estou falando aqui porque não podia de maneira alguma fingir que não estava sabendo da mesma coisa que vocês estão. Mas não é oficial, não sei as consquencias. Por favor, tenham cautela. Nós vivemos uma conjuntura de manhas e artimanhas", disse Dilma.
Maranhão substituiu Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara na semana passada, depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu afastar o peemedebista do comando da Casa.
Compartilhe via: