segunda-feira, 20 de junho de 2016

Homem que estuprou e matou menina de 6 anos, é preso em Santa Luzia/MA

Menina de 6 anos foi estuprada no sábado; Acusado foi preso ontem.

Policiais da 4ª Companhia de Policia Militar de Santa Luzia-MA, apresentaram na tarde deste domingo (19), na delegacia Regional de Polícia Civil de Santa Inês-MA, Francisco Alves, conhecido como ”Chicão”. O mesmo foi o autor do estupro e assassinato com requintes crueldades da menina Erlane Santos Cavalcante de apenas 6 anos de idade.

VEJA TAMBÉM: HOMEM ESTUPRA ENTEADA DE 6 ANOS, EM CHAPADINHA

O crime aconteceu durante a noite de sábado para domingo no Povoado Esperantina, que fica há cerca de 15 quilômetros da sede de Santa Luzia-MA. Francisco foi autuado em flagrante pela PMMA-Santa Luzia-MA no domingo, durante o período da manhã.

Os policiais desconfiaram do comportamento de “Chicão”, que agia com tranquilidade diante da preocupação dos vizinhos da vítima em encontrar a menina. De acordo com informações, Francisco passou a noite trancado dentro da residência onde possivelmente aconteceu os crimes e só saiu para ajudar a procurar a garota quando já havia se livrado do corpo em um quintal que fica a poucos metros de sua casa.

A guarnição da 4ª CP-Santa Luzia-MA, comanda pelo Cb. Dutra, Cb. Ítalo e Sdd. Mafra foram designados para ajudarem nas buscas da criança assim que foram comunicados sobre o desaparecimento.

Em depoimento ao Site Informe Luziense, “Chicão” confessou ter praticado o crime contra a menor enquanto os pais e vizinhos estavam distraídos com uma celebração evangélica que estava acontecendo no bairro. Vanderlei Pereira Saraiva, que se encontra em estado de choque, era o dirigente do culto religioso e pai da vítima.

Após praticar o ato libidinoso contra a garota Erlane, Francisco usou um pedaço de tora de madeira para esmagar a cabeça da menina. Depois o criminoso abandonou o corpo da mesma nos fundos de um quintal vizinho a sua residência para tentar despistar os policiais e os vizinhos que só encontraram da vítima pela manhã.

O titular da Delegacia Regional de Santa Inês Dr. Paulo, e o Delegado Dr. Diego Rocha, titular da delegacia de Pio XII, junto a policias civis estiveram presentes no local do crime e isolaram a residência onde supostamente começou a acontecer o estupro para que uma equipe do INCRIM-INSTITUTO DE CRIMINALÍSTICA E MEDICINA LEGAL que está vindo de São Luis-MA possa fazer uma perícia detalhado deste crime bárbaro.

Compartilhe via: