segunda-feira, 6 de junho de 2016

Raio mata mecânico de motos, em Buriti/MA

Por William Fernandes - segunda, 6 de junho de 2016

O mecânico de motos, Francisco Ferreira da Costa, o "Chiquinho, de 37 anos, morreu na tarde deste domingo, na localidade Barrocão, a cerca de 18 km da cidade de Buriti/MA, vítima de um raio que caiu durante a chuva. De acordo com informações, Francisco estava consertando uma antena parabólica, no momento em que foi atingido pela forte descarga elétrica. Ele ainda foi socorrido, mas não resistiu e morreu no local.

Chiquinho residia no Bairro Alto da Moderação, em Buriti e era bastante conhecido na cidade, por ter trabalhado em vários estabelecimentos populares, como oficina do Almir e loja Real Motos.

No mês de março deste ano, uma garota de 16 anos foi morta por um raio na zona rural de Buriti (veja aqui).

TEMPESTADE COM RAIOS! O QUE FAZER?

Evite ficar perto de cercas de arame, grades, tubos metálicos, linha telefônicas e de energia elétrica, bem como de estruturas metálicas.

Fique longe de tratores, motocicletas e bicicletas; e se estiver no automóvel, fique dentro dele com as janelas fechadas.

Não fique em campos abertos, pastos, campos de futebol, lagos, descampados.
Proteja-se dentro de casas, automóveis, ou edificações que tenham Pára-Raios.
Jamais procure abrigo sob árvores, principalmente se elas estiverem isoladas ou em campo aberto.

Fuja do topo de morros e locais altos.

Se estiver na praia ou na piscina, saia imediatamente e procure um lugar seguro.
Estando em uma casa sem um bom sistema de Pára-Raios, evite ficar próximo de janelas metálicas, geladeiras, televisores e de uma maneira geral próximo de tomadas elétricas.
Deixe para tomar banho após a tempestade ter passado.
Evite usar o telefone convencional e o celular.
Não ligue aparelhos e motores elétricos.
Desligue da tomada os aparelhos eletrônicos como televisão, som e computador..

Como se deve proceder por ocasião de tempestades com raios

       Normalmente, a reação das pessoas por ocasião de tempestades com raios é de extremo medo. Isso se deve em grande parte ao enorme ruído do trovão, bem como das histórias fantasiosas que geralmente se escutam com respeito a catástrofes provocadas por raios. Na realidade, os prejuízos materiais bem como as fatalidades causadas por raios anualmente no Brasil são consideráveis. Porém, isso se deve em grande parte à ignorância, à má orientação e à inércia das pessoas em tomar providências simples e de custos reduzidos.

       Passada a tempestade, a reação normal é esquecer rapidamente algumas providências que poderiam ser tomadas para que os efeitos dos raios pudessem ser reduzidos. O propósito da presente "orientação", é de informar e tranquilizar as pessoas, visto que, com providências simples e atitudes pessoais corretas, os riscos resultantes dos raios poderão ser extremamente reduzidos.

Não fique ao ar livre durante tempestades, a menos que seja necessário. Procure abrigo dentro de prédios, veículos ou outras estruturas ou locais que oferecem proteção contra raios.

Procure abrigo nos seguintes locais que oferecem proteção : 1. Grandes edificações metálicas ou com fachadas metálicas; 2. Casas ou quaisquer prédios protegidos por Pára-Raios; 3. Grandes edificações ou prédios, mesmo sem proteção contra raios; 4. Automóveis e ônibus com corpo e teto metálicos; 5. Trens; 6. Trailers com corpo metálico; 7. Lanchas ou navios com corpo metálico; 8. Barcos mesmo abertos, porém protegidos com Pára-Raios (ou Sistema equivalente); 9. Ruas das cidades com bastante edificações.

Certos locais são extremamente perigosos durante tempestades, devendo ser evitados de qualquer maneira. Ao se pressentir a aproximação de tempestades com raios, deve-se agir logo para se afastar dos seguintes locais: 

1. Tratores ou outras máquinas agrícolas* em campo aberto; 
2. Motocicletas, bicicletas, carroças, etc.; 
3. Barcos abertos sem mastros com proteção contra raios; 
4. Campos abertos, pastos, etc.; 
5. Campos de futebol e outros esportes ao ar livre; 
6. Campos de golfe; 
7. Piscinas, lagos, lagoas e praias; 
8. Proximidades de cercas de arame farpado, varais, linhas de transmissão e trilhos de trem; 9. Árvores isoladas, postes e mastros; 
10. Topo de elevações ou morros; 
11. Cabanas cobertas com sapé, pequenos depósitos rurais contendo palhas secas e choupanas; 
12. Montículos, como cupim;
 13. Carrocerias abertas de caminhões.

* No caso de tratores ou máquinas com cabines metálicas fechadas não há com que se preocupar.

Nem sempre é possível achar locais que ofereçam boa proteção contra os raios. Siga então as seguintes regras quanto à seleção de locais: 

1. Procure florestas densas - evite árvores isoladas; 
2. Procure regiões baixas - evite topo de morros ou locais altos;
3. Procure abrigo mesmo em casas ou cabanas em áreas baixas - evite o mesmo em locais altos e isolados; 
4. Se houver possibilidade de opção, procure abrigo em encostas situadas no sentido oposto de onde chegam as nuvens carregadas.

Estando em casa ou apartamento (ou escritório) nas cidades não há com que se preocupar. 

Tranqüilize-se, lembre-se que o estampido de um trovão nas proximidades não provoca por si nenhuma consequência danosa. Procure permanecer nas salas de estar, salas de jantar, quartos (ou escritórios) e continue seus afazeres com tranqüilidade. Seria conveniente, entretanto, evitar* locais contendo chaminés, lareiras, aparelhos elétricos diversos, canalizações (de água, gás, conduítes), tubulações de ar condicionado e outras massas metálicas. Isso se encontra com mais freqüência em banheiros, cozinhas e lavanderias. Se possível, não use o telefone durante as tempestades com raios.

* Em edifícios providos com Pára-Raios tecnicamente bem instalados, essa precaução é dispensável.




Compartilhe via: