quarta-feira, 20 de julho de 2016

Promotora Lítia Cavalcante desabafa: “quero falar sobre os podres que estão acontecendo no Ministério Público.”

Por Diego Emir

A Promotora de Justiça de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, usou a mídia social Twitter para fazer um desabafo e uma grave denúncia que deve abalar as estruturas do Ministério Público do Maranhão. De acordo com Lítia existe uma perseguição sistemática ao seu trabalho, o que vem levando a se caracterizar como “assédio moral”.
Em conversa com este jornalista, Lítia relatou: “Eu estou sofrendo um assédio moral tipificado na lei 12.250 há um ano e meio. Eu não consigo trabalhar, eu estou com minha saúde afetada, pois me predispus a defender pessoas pobres. Eu não estou fazendo demagogia, pois não sou política e nem posso ser”. 
De acordo com informações repassadas pela própria promotora, ela sofreu nos últimos anos quatro inspeções e três sindicâncias, as quais todas foram arquivadas.
Lítia Cavalcanti diz que o assédio moral que vem sofrendo está causando males a sua saúde e que nos últimos dias, ela quase sofreu um AVC. A promotora diz ter em mãos um laudo cardiológico e oftalmológico atestando o estado de stress que ela se encontra por conta do processo de “perseguição” que vem sofrendo no Ministério Público.
A assessoria do Ministério Público do Maranhão foi procurada para responder as acusações da promotora Lítia Cavalcanti, no entanto não atendeu as ligações e nem retornou o contato até o fechamento desta matéria.
Compartilhe via: