segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Imagem triste do dia

Passando pela BR 222, na Vila Isamara, em Chapadinha, no início da tarde deste domingo (23 out) encontrei este Teiú (Tiú) morto na margem da rodovia.

Fotos: William Fernandes


É muito comum a gente ver várias espécies mortas por atropelamento neste trecho da BR, onde a população costuma jogar lixo e animais mortos.

Resultado de imagem
Foto: internet
O teiú também é conhecido por outros nomes como teiú-açu, tejo, tiju, tejuaçu, tejuguaçu, tiú e lagarto-papa-ovo. Pode chegar a medir 1,5 metro.
____________________________________________

A matança de animais por atropelamentos em estradas é, de longe, a principal causa de morte de bichos silvestres no país, superando caça ilegal, desmatamento e poluição. São 15 animais mortos por segundo, ou 1,3 milhão por dia e até 475 milhões por ano, segundo projeção do CBEE (Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas), da Universidade Federal de Lavras (MG).


Quem puxa a lista são os pequenos vertebrados, como sapos, cobras e aves de menor porte – respondem por 90% das mortes, ou 430 milhões de bichos. O restante se divide em animais de médio porte (macacos, gambás), com 40 milhões, e de grande porte (como antas, lobos e onças), com 5 milhões.
Compartilhe via: