quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Justiça Federal proíbe empresa Suzano de desmatar cerrado do MA

Resultado de imagem para Justiça Federal proíbe empresa Suzano de desmatar cerrado do MA

Decisão foi baseada em uma ação proposta pelo MPF-MA.
Descumprimento da decisão acarretará multa diária no valor de R$ 50 mil.


A Justiça Federal determinou a suspensão de novos desmatamentos pela Suzano Papel e Celulose S.A na região do cerrado maranhense em virtude de impactos ambientais provocados pelo cultivo de eucalipto na região do Baixo Parnaíba.
A decisão que foi baseada em uma ação proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão(MPF-MA) afirma que o Baixo Parnaíba tem sofrido com desmatamento de grandes áreas, diminuição dos recursos hídricos e sua contaminação pelo uso de defensivos agrícolas, além dos transtornos gerados às comunidades tradicionais.
Além de suspender o desmatamento, a empresa ainda terá que implantar novas florestas de eucalipto e manter o plantio das espécies já existentes no local. Ainda de acordo com a Justiça Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deverá fiscalizar a execução das medidas impostas à Suzano e o Estado do Maranhão deverá suspender a licença de operação caso a Suzano não cumpra as determinações.
Por fim, a Justiça aplicará uma multa diária no valor de R$ 50 mil em caso de descumprimento da decisão.
A Suzano Papel e Celulose S.A informou que "não comenta ações judiciárias em andamento."
http://g1.globo.com/ma/maranhao
Compartilhe via: