.

.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Ferreira Gullar morre aos 86 anos no Rio

Poeta, escritor e teatrólogo é um dos maiores autores brasileiros do século 20. Ele foi eleito 'imortal' da Academia Brasileira de Letras em 2014.


O poeta, escritor e teatrólogo maranhense Ferreira Gullar morreu na manhã deste domingo (4) no Rio, aos 86 anos. Gullar é um dos maiores autores brasileiros do século 20 e foi eleito "imortal" da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, tornando-se o sétimo ocupante da cadeira nº 37.
De acordo com a ABL, Gullar foi vítima de uma pneumonia. Ele estava internado há 20 dias no hospital Copa D'Or, na Zona Sul do Rio.
O escritor Ferreira Gullar posa para fotógrafo durante entrevista em sua residência no bairro de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo/AE)O corpo do escritor será transportado às 17h deste domingo à Biblioteca Nacional, no Centro do Rio. Às 9h de segunda (5), ele sai para o velório no prédio da Academia Brasileira de Letras. Às 15h, o corpo será levado para o enterro no mausoléu da ABL, no Cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.
Ferreira Gullar deixa dois filhos, Luciana e Paulo, oito netos, e a companheira Cláudia, com quem vivia atualmente. Seu último livro foi "Autobiografia poética e outros textos", lançado este ano.

Veja aqui a matéria completa


Compartilhe via: