.

.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Bomba relógio: Paulo Neto vai romper com Magno Bacelar? Levi manda no governo municipal?

Por William Fernandes

Quando começaram as alianças para a disputa das eleições para a prefeitura de Chapadinha, no ano passado, Magno Bacelar correu atrás de todo mundo, inclusive de desafetos (inimigos políticos, e até pessoais) para formar um grupo que fosse capaz de derrotar a então prefeita Belezinha, que desfrutava de um alto índice de aprovação.

No começo, espanto: “Como pode, na mesma mesa, Isaías, Magno, Paulo Neto, Levi, Talvane?” perguntavam-se todos. Pode sim! Na política até boi voa. Juras de ódio são apenas pra enganar os apaixonados.

Muitos ainda duvidam da real intenção do grupão por trás desta união e que este “amor” pode acabar antes que o quinto dedo seja estalado.

Pois é! E já começam a surgir os primeiros rumores de que o rompimento entre membros do grupo está prestes a começar. E quem não esconde esse desejo é o deputado estadual Paulo Neto. Pelo menos, é o que parece.

O recado teria sido dado através de um blog [muito] ligado a ele, que publicou: “Paulo tem hoje o apoio de 06 prefeitos da região com a aliança do prefeito Magno Bacelar, que é um grande aliado para as eleições que estão chegando.

Magno só não pode esquecer dos amigos, e muito menos de Paulo Neto, que já mostrou que sabe jogar e muito bem, principalmente quando a história é política.

De uma coisa é certa, se Paulo perceber que está perdendo espaço, ele saberá conduzir muito bem, principalmente com políticos em Chapadinha e o resultado pode ser de muitas novidades, vai depender de Magno.”

Não se enganem. O recado já é pensando numa provável eleição daqui a alguns meses, caso Magno seja cassado em Brasília (saiba mais aqui). E esse  tal “muitas novidades” pode ser uma possível migração de Paulo ao grupo Belezinha que, ao contrário do que podem estar pensando alguns, não está dormindo.

O mesmo blogue, que também acompanha Bacelar, inclusive em viagens a outros municípios, também deixou nas entrelinhas que a atual gestão é uma verdadeira bomba relógio, quando diz que: “Leví Pontes manda na Secretaria de Assistência Social, ganhou outras 3 Secretarias e assim manda em quase metade do governo.”


Magno suportará alguém, além de Danúbia, “mandando” em seu governo?
Compartilhe via: