Prefeitura de Anapurus desmente notícias falsas de "supostas irregularidades em licitações" - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, 21 de março de 2017

Prefeitura de Anapurus desmente notícias falsas de "supostas irregularidades em licitações"

A prefeitura de Anapurus foi alvo, de falsa notícia divulgada na internet, de que interessados em participar de licitações estariam sendo impedidos de ter acesso a editais.

Em alguns blogs foi veiculada cópia de um Boletim de Ocorrência relatando o suposto fato. A Procuradoria Geral do Município emitiu comunicado rechaçando a publicação e esclarecendo que   o suposto denunciante teria procurado a CPL (Comissão Permanente de Licitação - conforme relatado no B.O. - no endereço errado e que explicar que um B.O. por si só não é instrumento hábil para determinar que, de fato, houve o cometimento de um ato ilícito.


Confira a nota na íntegra:

"Foi divulgada, nesta terça-feira, 21, a notícia de que um empresário teria tido
dificuldade em ter acesso ao edital de um processo licitatório promovido pela Prefeitura
Municipal de Anapurus. A informação, divulgada em alguns blogs, vem acompanhada
de um Boletim de Ocorrência relatando o suposto fato.

A bem da verdade, é importante esclarecer que os processos licitatórios promovidos
pelo município de Anapurus estão sendo feitos com a mais absoluta observância aos
ditames e princípios esculpidos na legislação aplicável à matéria, em especial ao
princípio da transparência e da competitividade.

Ademais, como é de se imaginar, um Boletim de Ocorrência, por si só, não é
instrumento hábil para determinar que, de fato, houve o cometimento de um ato ilícito.
O documento, apesar de possuir presunção de legitimidade (pois é e emitido por órgão
estatal), não possui presunção de veracidade. Isto é, não significa que os fatos ali
narrados correspondam à realidade. E, nesse caso, realmente não correspondem.

No B.O., o depoente afirma que esteve na prefeitura para adquirir uma cópia de edital.
Acontece que a Comissão Permanente de Licitação – CPL não funciona no prédio da
prefeitura e sim em outro endereço que é devidamente informado em todos os
avisos publicados no Diário Oficial, e é neste endereço que o interessado deve
comparecer, como fazem todos os demais licitantes, sendo todos recebidos e
prontamente atendidos.

Em tempo, informamos que todas as sessões para a apresentação de propostas são
públicas e acessíveis a todos os interessados.

Anapurus, 21/03/2017"




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot