quinta-feira, 6 de abril de 2017

“Ruim demais”: Membros da equipe de governo de Magno Bacelar perdem a paciência e começam a detoná-lo na internet e no rádio

Enquanto Chapadinha não tem remédio no principal hospital, Anapurus e Santa Quitéria mostram farmácias abastecidas


No município de Chapadinha, administrado (ou não) por dois Médicos, Magno Bacelar e Talvane Hortegal, era de se esperar, que pelo menos na Saúde a coisa andasse bem. Mas, pelo contrário, tá faltando tudo. Quem diz isso são seus próprios aliados. Nem mesmo eles conseguem mais aguentar calados diante de tanto desgoverno.



No início da semana, o radialista Paulo Lima fez uma dura cobrança: Prefeito, pague os salários atrasados. O pessoal da limpeza e os que trabalharam na parte elétrica das escolas estão cobrando. Eles são pais de famílias e merecem receber pelos serviços prestados”, disse Paulo em seu programa na Rádio Cultura. O mesmo programa ocupado semanalmente pelo prefeito e secretários para dizer que está tudo “Bom demais”.

Sobre o Hapa, Jane, que deixou o Sindchap (sindicato que tem como função defender os servidores municipais) para ocupar um cargo de confiança no governo Magno, fez severas críticas:

“Acompanhei a vereadora Marcely Gomes e o vereador Netinho Vereador na Visita que fizeram ao HAPA, mas pelo que vi, de lá pra cá, parece que coisa só piora.”


Estive no HAPA ontem de madrugada e não tinha nada de paracetamol ou dipirona injetável.” 
é inadmissível que em uma cidade onde o prefeito é médico, que tem um vice-prefeito que também médico, faltem medicamentos básicos, hora nenhuma.”
Chapadinha parece estar anos luz atrás de cidades menores, como Anapurus e Santa Quitéria, que tem dois prefeitos “novatos” e que não são da área de Saúde. Ao contrário de Dr. Magno, Vanderly e Alberto Rocha receberam seus municípios em ruínas, mas mesmo assim, com pouca experiência, mas com muita vontade de fazer o melhor, estão dando um baile na gestão de Chapadinha.

ANAPURUS: remédios no hospital e nos postos de Saúde



Os hospitais estão com suas farmácias “abarrotadas” de medicamentos. Após as consultas médicas, os pacientes se dirigem às farmácias e saem com os medicamentos nas mãos. 



Em Chapadinha, pasmem, nem dipirona tem. Não é invenção da oposição. Está nos blogs e redes sociais, estampados pelos próprios integrantes do governo Magno. Pessoas que esperavam o “antigo Bom Demais”, mas que não conseguem esconder a decepção.

“[...] as pessoas, os mais de 19 mil eleitores que votaram em Magno, querem ver ele, (o prefeito) de volta de verdade. Já está mais do que na hora.", desabafou Jane em seu blog (VEJA AQUI).
Falta a professora Jane falar sobre a sua área, a Educação. As aulas da zona rural ainda não começaram. Estamos no quarto mês do ano. E não me digam que dá pra recuperar estas aulas atrasadas ainda neste ano. Seria o mesmo que dizer que um médico atendeu 100 pacientes num só dia. 

...Próximo!...
Compartilhe via: