.

.

domingo, 23 de abril de 2017

Veículos de policiais são incendiados por menor que teve motocicleta apreendida em Magalhães de Almeida


Policiais do destacamento de Magalhães de Almeida estão revoltados com a audácia de um menor que teve uma motocicleta apreendida na noite de sábado, (22). A motocicleta Honda CG 125cc, cor preta, com irregularidades, era conduzida por um menor, de 17 anos. Os policiais informaram que apreensão se deu porque a motocicleta não possuía placa, pisca alerta, retrovisores, farol e por ser equipada com cano de descarga cadron. O veículo foi levado para a Delegacia para as medidas cabíveis.
                              

Depois que os policiais saíram com a moto, o menor se dirigiu ao Posto Triângulo, onde comprou gasolina em uma garrafa pet. Em seguida, ele se dirigiu até a garagem da Câmara Municipal, onde tocou fogo nos veículos pertencentes ao sargento Valdemir, soldado Elton e ao guarda municipal Marques. Foram incendiadas duas motocicletas e um carro.
                              
O incêndio foi comunicado à polícia por meio de ligação anônima. Ao constatarem o ato criminoso praticado pelo menor, os policiais foram até a residência do pai, Francisco Pereira Araújo, para onde o menor se dirigiu depois de tocar fogo nos veículos. 

O pai disse aos policiais que o menor não estava em casa. Como Francisco Araújo xingou e desacatou a guarnição, de imediato recebeu voz de prisão. Como ele teria resistido, foi algemado e levado para a delegacia sem lesões corporais.
               
Pelas informações passadas ao blog, o prefeito de Magalhães de Almeida teria estimulado a população a invadir a delegacia para soltar o pai do menor. Diante da pressão, Francisco Araújo terminou sendo solto. O menor ainda não foi encontrado pela polícia.

               

"É audácia demais da conta. Esses vagabundos já tentam crescer pra cima da gente. Depois disso, dá mais fôlego para esses ordinários agirem, pois os comentários de chacota na cidade e remediações já se espalharam. Espero que após o pai desse vagabundo pagar o prejuízo, o comando agilize um “batidão” na cidade, pra mostrar que os PMs de Magalhães não estão sozinhos nessa luta" desabafa um policial.

Do Blog do Gilberto Lima
Compartilhe via: