.

.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Morrem Eliza Clívia, ex-vocalista do Cavaleiros do Forró, e seu namorado, vítimas de acidente e, Aracaju-SE

Resultado de imagem para eliza cliviaAliny Gama
Colaboração para o UOL
16/06/2017 16h00
A cantora de forró eletrônico Eliza Clívia, 37, ex-vocalista das bandas Cavaleiros do Forró e Cavalo de Aço, morreu em um acidente de trânsito, na tarde desta sexta-feira (16), no centro da cidade de Aracaju (SE). O namorado dela, o baterista Sergio Ramos, também morreu.
Eliza Clívia estava com sua equipe divulgando um show que iria realizar no Armazém Avenida, em Aracaju, na noite desta sexta. De acordo com a agenda da cantora, ela tinha shows programado em Rio Largo (AL) para este sábado (17); em Atalaia (AL) e em Glória do Goitá (PE), neste domingo (18). Eliza tinha pelo menos outras 14 apresentações programadas para este mês.
O veículo em que a cantora estava se envolveu em uma colisão com um ônibus no cruzamento das ruas Arauá e Maruim, região central de Aracaju. Segundo a Polícia Militar, o carro avançou a preferencial do cruzamento e se chocou com um ônibus. O impacto arremessou a traseira do veículo contra um muro. Eliza Clívia e Sergio Ramos estavam no banco de trás do veículo, foram esmagados e ficaram presos às ferragens. Eles não usavam cinto de segurança.
Outras três pessoas que estavam no veículo tiveram ferimentos leves e não correm risco de morte, segundo Huse (Hospital de Urgência de Sergipe), para onde as vítimas foram socorridas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Elas foram identificadas pelos nomes de Cleberton José dos Santos, 35, João Paulo Tavares da Silva, 32, e Paulo Teixeira de Carvalho, 38.
Segundo o Samu, Paulo Teixeira de Carvalho e João Paulo Tavares da Silva foram os primeiros a serem retirados do veículo porque não ficaram presos às ferragens. Já o motorista do carro, Cleberton José dos Santos, precisou de ajuda do Corpo de Bombeiros porque ficou preso ao veículo. Ele estava desorientado, apresentou sangramento auditivo e não tinha sinais aparentes de fratura. As vítimas estão internadas no Huse sem previsão de alta.
Os corpos de Eliza e de Sérgio tiveram de ser retirados pelo Corpo de Bombeiros com uso de aparelho desencarcerador, e foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) para o exame de necropsia. O local dos enterros dos corpos ainda não foi informado pelas famílias das vítimas.
Antes do acidente, Eliza Clivia havia concedido entrevista ao programa "Segurança em Alerta", na TV Aperipê, emissora pública de Sergipe filiada à TV Cultura, e iria ser entrevistada nas rádios Ilha FM, FM Sergipe e TV Atalaia.
A banda Cavalo de Aço lamentou a morte dos ex-integrantes do grupo e afirmou que eles deixaram “muitas lições de amor, amizade, profissionalismo, ética e humanidade”. “As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. Sem o nosso amigo, o mundo perde um pouco do seu brilho, alegria e cor”, disse em nota.
Já a o cantor Peruano Cavaleiros, vocalista da banda Cavaleiros do Forró, publicou uma homenagem à cantora destacando que ela foi a “nossa grande rainha. Daquelas que realmente são insubstituíveis”. Peruano destacou em nome da “Família Cavaleiros do Forró” que Eliza era uma mulher “forte, sábia e, acima de tudo, temente a Deus”.
“Vivemos uma história linda de sucesso, e mais que isso, vivemos uma história de irmandade. Deus a chamou. Chamou cedo porque ela é uma estrela que todos sempre quiseram por perto! Estamos desconsolados, mas confiantes que ela viverá na Paz do Senhor!”, afirmou o cantor.

20 anos de carreira

Eliza Clívia Angelino Maranhão estava com trabalho solo havia quatro meses e vinha divulgando seu novo trabalho em comemoração aos 20 anos de carreira. A cantora nasceu na cidade de Livramento, na região do Cariri da Paraíba, e começou a cantar profissionalmente aos 16 anos, influenciada pelo pai sanfoneiro.
O primeiro trabalho dela foi com o grupo Big Banda, na cidade de Monteiro (PB). Em 2003, ela foi contratada pela banda Cavaleiros do Forró. Dez anos depois, Eliza Clívia se desligou da banda junto com o vocalista Jaílson Santos, com quem foi casada até 2016.
Em março de 2013, o casal iniciou trabalho na banda Forró Cavalo de Aço e, no início deste ano, Eliza Clívia anunciou que estava se desligando do grupo para ingressar na carreira solo.
Compartilhe via: