.

.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Estudante que estava desaparecida foi morta pelo namorado, diz delegado

Estudante de direito Camila Abreu  (Crédito: Reprodução)

A estudante de direito Camilla Abreu, que estava desaparecida em Teresina, foi morta com um tiro no rosto pelo namorado, o capitão da Polícia Militar do 8º Batalhão, Alisson Watson, após os dois manterem relação sexual em frente a um estabelecimento comercial em Teresina. A informação foi repassada  pelo coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, em entrevista ao repórter da Rede Meio Norte Erisnaldo Kaenga, que está no local.

De acordo com as informações repassadas, Camilla Abreu foi morta com um tiro no rosto após sexo com o namorado dentro do carro dele nas proximidades da BR-343, entrada de Teresina. Os dois teriam discutido, momento em que a jovem teria sido atingida pelos disparos. No mesmo local, o policial teria jogado o celular da jovem que foi achado dias depois por um gari em uma lixeira.

O delegado Emerson, da Delegacia de Homicídios, coordenou as ações que resultaram na prisão do policial. O pedido de prisão temporária foi expedido pelo juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos. O corpo da estudante foi encontrado no povoado Mucuim, nas proximidades da BR-343.

Baretta já teria imagens do trajeto feito por Camilla Abreu e Alisson Whatson antes do crime. A estudante desapareceu na quarta-feira (25) e desde então a família passou a sofrer por conta da ausência de informações.

Portal Meio Norte
Compartilhe via: