.

.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Barra do Corda Urgente! Mariano Júnior é preso pela morte do próprio pai, o ex-prefeito Nenzin

A polícia prendeu, no início da manhã desta sexta-feira, 8, Manoel Mariano de Sousa Júnior, o Júnior Nenzin. Ele é suspeito de matar o próprio pai, ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano, o Nenzin, político e fazendeiro conhecido na região.

LEIA TAMBÉM: 

Barra do Corda Urgente! Mariano Júnior é preso pela morte do próprio pai, o ex-prefeito Nenzin


Havia um mandado de prisão expedido contra ele. Dois suspeitos de participar do crime foram presos na noite de ontem. Junior Nenzin, que também é conhecido como Vaqueiro da Barra e já foi candidato a prefeito da cidade, estava foragido.

Nenzin foi morto na manhã da última quarta-feira, 6, quando se deslocava para sua fazenda. Na primeira versão que veio à tona, contada pelo filho, ele teria sido abordado por dois homens em uma moto, que atiraram e mataram o ex-prefeito. Mariano Júnior, que estava com o pai, nada sofreu.

A polícia, no entanto, desconfia que o próprio filho tenha atirado no pai, com a cobertura de dois vaqueiros da fazenda. A polícia acredita que o filho de Nenzin estaria roubando gados do pai e o matou pois ele estava prestes a descobrir.

Além de “Júnior de Nenzin”, mais dois homens já foram presos, suspeitos de participação no caso. Eles trabalhavam para a família do ex-prefeito e são apontados como cúmplices na morte de “Nenzin”.

A motivação para o assassinato de Nenzim seria a questão da venda de gado da fazenda da família, que era administrada por Júnior. O ex-prefeito de Barra do Corda teria notado uma irregularidade, e queria esclarecer isso com o filho, segundo as investigações da SSP.
“Algumas pessoas afirmaram, em depoimento registrado na delegacia de Barra do Corda, que o pai (Nenzim) fez uma conferência na fazenda. Eram 635 cabeças de gado, e agora só tinham 81. Os dois, Junior e Nenzim, iriam fazer a conferência”, explica o secretário de Segurança.


Segundo a SSP, há possibilidades de “Júnior de Nenzin” ser transferido para São Luís, ainda nesta sexta, de helicóptero.

Do O Imparcial e do imirante
Compartilhe via: