.

Visit Namina Blog

...

VÍDEO: Homem que decapitou mulher em vídeo diz que “ela não era santa” e esquartejou irmão dele

André Martins saiu do presídio há 6 meses, onde cumpriu pena por tráfico e conta como cometeu o crime.

Homem foi apresentado na DIC, em Rio Branco/Foto: Folha do Acre

André de Souza Martins, 28 anos, essa é a identificação do homem que confessa ter decapitado a golpes de terçado, esquartejado e enterrado o corpo da jovem Débora Bessa, 19 anos. O crime não teve a data confirmada, mas segundo a polícia, pode ter ocorrido entre os dias 9 a 13 de janeiro, período em que Débora estava desaparecida após anunciar desligamento da facção Bonde dos 13. O cadáver da vítima foi encontrado pelos próprios familiares numa cova rasa no bairro Caladinho, na periferia de Rio Branco.

O criminoso, que tinha saído do presídio há 6 meses, foi preso e apresentado na manhã desta terça-feira (30), na Divisão de Investigações Criminais (DIC), onde contou aos jornalistas detalhes sobre a barbárie. Martins alega ter matado a mulher por vingança, pois segundo ele, Débora teria tramado e participado da morte de seu irmão. Ele afirma que ela também teria torturado e esquartejado seu irmão, cortando inclusive os dedos dele.

“Isso aí foi por vingança, por vingança, jamais eu iria fazer isso a mando de outras pessoas. Porque ela disse que tinha cortado desde o primeiro dedo dos pés do meu irmão e  até os braços dele. Ela acabou com minha vida dentro da cadeia, ela acabou com a vida da minha mãe, porque ela viu o filho dela esquartejado. Até hoje ela toma remédio controlado por isso daí. Eu descobri que ela estava em um grupo de família (facção), que até hoje a família dela (parceiros criminosos) participa desse grupo”, disse.

O vídeo

André Martins afirmou que os outros envolvidos no crime foram chamados por ele apenas para gravar o crime com o celular, e que na hora um dos adolescentes de 17 anos teria desferido golpes de faca em Débora. As imagens foram divulgadas na internet e chocaram a população acreana. A rede de televisão BBC, de Londres, fez uma reportagem sobre a violência no estado, tendo com um dos destaques o vídeo da jovem sendo morta.