....

....

...

Líder do assalto ao BB de Bacabal morreu com um tiro de fuzil



O secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela informou hoje em coletiva que o líder da ação criminosa ao BB de Bacabal Edielson Francisco Lumes, o Dô ou Titi (foto acima), foi acertado com um tiro entre os dois olhos e morreu no local.

Portela voltou a elogiar o serviço dos policiais que continuam na operação de buscas ao restante da quadrilha que permanece encurralado em cidades vizinhas de Bacabal.

O líder da quadrilha, Edielson Francisco Lumes, natural da Bahia, estava em um carro blindado na hora do tiroteio travado com os militares na noite de domingo último (25) e madrugada de segunda-feira (26) e que estava com um fuzil amparo no ombro de um refém usado como escudo humano.

Um militar foi cirúrgico quando aproveitou o descuido do bandido e atirou na região da cabeça, entre um olho e outro, o que facilitou o tombamento de mais dois elementos quando olharam o chefe da quadrilha morto. Os demais procuraram fugir. O local do tiroteio ocorreu próximo do 15° BPM.

Edielson, estava portando uma carteira de identidade falsa em nome de José Raphael Silveira Araújo, como tendo nascido em Sergipe. Ele é irmão do líder do maior bando de assaltos a agências bancárias, com domínio em grandes pontos de tráfico no Nordeste, de nome José Francisco Lumes, o Zé Lessa, que comanda o crime organizado, embora morando no Paraguai. Lessa é foragido procurado pela Interpol, PF, Polícia Civil e Militar do Brasil.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon