Bebê de 17 dias contrai herpes após beijo de visita

"Não é frescura", alertou mãe do pequeno Gustavo, que ficou 10 dias internado

Terra

Os bebês vão fortalecendo a sua imunidade ao longo de seus primeiros meses, com a amamentação e as vacinas. Por isso, quanto mais novo, mais cuidados são importantes para evitar a infecção por doenças que podem ser comuns para adultos, mas letais para crianças pequenas. Gustavo é um bebê de 17 dias que foi contaminado com o vírus da herpes após um beijo de uma visita. Por causa disso, ele precisou ficar internado por 10 dias.

Foto: Reprodução Facebook
Rafaela Moreira, sua mãe publicou seu relato no Facebook, e já conquistou 180 mil compartilhamentos. "Isso é muito importante, não é frescura das mães. Parem de querer beijar um bebê que não é seu", diz o apelo.
As erupções apareceram muito rápido na pele do rosto de Gustavo, e, quando sua mãe foi ao hospital, já recebeu o diagnóstico da herpes. Ele precisou ficar 10 dias internado lá.
Herpes

O herpes simples é uma infecção viral comum que se caracteriza pelo surgimento de pequenas bolhas ao redor dos lábios e/ou dos genitais, mas que também podem aparecer em qualquer outra parte do corpo. 

A transmissão do vírus da herpes simples se faz principalmente por contato direto entre pessoas, mesmo que não haja lesão ativa. A infecção por meio de objetos pode existir, mas é menos comum. O tempo entre o contato e os sintomas iniciais (período de incubação) é estimado em duas semanas. Em torno de 90% das pessoas tiveram ou terão contato com o vírus tipo 1 e cerca de 20% com o vírus tipo 2. 

Para que este tipo de situação não aconteça, listamos o que você não deve fazer ao visitar um recém-nascido.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon