Mãe procura a polícia e confessa ter matado o filho de 4 meses em São Luís - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Mãe procura a polícia e confessa ter matado o filho de 4 meses em São Luís

Para a polícia, mãe relatou usar remédios controlados e que não se sentia apta a criar o filho, que foi encontrado dentro de um tanque.

Por G1 MA

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (27) Zilpa Soares Silva, de 27 anos, em uma área de invasão na região da Cidade Operária, em São Luís. Ela própria procurou a polícia e relatou ter matado o próprio filho, de quatro meses de vida.

"Estávamos na delegacia quando ela chegou e informou que teria matado o filho. Depois de ouvir o relato dela sobre os fatos, fomos até o local e constatamos que havia uma criança em óbito dentro de uma lavanderia", contou o delegado da Cidade Operária, Lucas Smith.

Zilpa Soares Silva diz estar usando remédios controlados e confessou assassinato do filho de quatro meses em São Luís — Foto: Divulgação/Polícia CivilZilpa Soares Silva diz estar usando remédios controlados e confessou assassinato do filho de quatro meses em São Luís — Foto: Divulgação/Polícia Civil 

Segundo a polícia, a mãe estava sozinha na casa e vizinhos não ouviram nenhum barulho no horário do crime. A criança foi encontrada dentro de um pequeno tanque, onde havia água dentro, mas ainda não há a confirmação de que houve um afogamento. Peritos do Instituto de Criminalística (ICRIM) investigam a real causa da morte.

Após o relato, Zilpa foi encaminhada para a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em São Luís. Em entrevista à Rádio Mirante AM, o delegado Lucas Smith também falou sobre o depoimento da mãe.

"Segundo a mãe, o menino chamava Gladson, mas era conhecido como Samuel. Ela disse que teria dormido depois do almoço e que, depois, teria refletido por algums minutos que não estava apta para criar a criança e que o melhor que ela teria para fazer era ceifar a vida dela. Ela disse ainda que está usando remédios controlados, inclusive o Diazepam".

Até o momento, de acordo com a polícia, as suspeitas iniciais do crime recaem sobre mãe, mas o atual companheiro de Zilpa também foi encaminhado para a delegacia para prestar esclarecimentos e informar o que ele sabe sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot