Sete vereadores de Vitória do Mearim são presos por cobrar propina para arquivar CPI - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Sete vereadores de Vitória do Mearim são presos por cobrar propina para arquivar CPI


Os políticos cobraram propina de até R$100 mil pelo arquivamento de uma CPI contra a prefeita Dídima Maria Coêlho

OESTADOMA.COM – Quarta, 5 de maio de 2019


As prisões aconteceram durante operação policial. (Divulgação)

VITÓRIA DO MEARIM – Sete vereadores foram presos na manhã desta quarta-feira (5) em Vitória do Mearim. As prisões aconteceram durante uma operação da Superintendência Estadual de Combate a Corrupção e Organizações Criminosas (Seccor) e o Ministério Público do Maranhão, que investiga um esquema de chantagem organizado pelos políticos que tinha como objetivo afastar a prefeita de Vitória do Mearim, Dídima Maria Coêlho.

Os vereadores foram identificados como George Maciel da Paz, presidente da Câmara Municipal; Hélio Wagner Rodrigues Silva; Oziel Gomes da Silva; Marcelo Silva Brito (Marcelo da Colônia); Mauro Rogério (Nego Mauro); José Mourão Martins e Raimundo Nonato Costa da Silva (Nonato do Chelo). Além destes, o vereador Benoa Marcos Rodrigues Pacheco, o Bena, está sendo investigado pelo crime de corrupção passiva.

De acordo com as investigações, os vereadores estariam cobrando propina para arquivar uma CPI contra a prefeita. O dinheiro era pedido ao marido da prefeita, Almir Coêlho Sobrinho, que é chefe de gabinete.

Ainda de acordo com as investigações, o marido teria se recusado a pagar o valor e gravou as conversas, onde os políticos tentavam extorquir o dinheiro. Em um dos áudios, que foi entregue ao Ministério Público, um dos vereadores chegou a cobrar R$100 mil pelo arquivamento da CPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot