Oito policiais militares são presos no Piauí suspeitos de fraudar concurso

Operação Fraudulenti prende PMs suspeitos de fraudar concurso da PMPI
Dos nove alvos de mandados de prisão, oito são policiais militares.



Blog do Gilberto Lima

A Polícia Civil do Piauí prendeu nove pessoas, sendo oito Policiais Militares do Piauí, suspeitos de terem ingressado no concurso público da Policia Militar do estado, realizado em 2014, através de fraudes. As prisões foram feitas nesta terça-feira (13) por meio da Operação Fraudulenti.

A operação tem como objetivo cumprir nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão expedidos pela 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina. Dos oito PMs presos, dois estavam no quartel da cidade de Simões, a 430 km de Teresina, de plantão.

Participam da operação 30 policiais civis, com o apoio da Polícia Militar. A ação foi realizada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor). Os presos são suspeitos de fraude a certame de interesse público, furto e associação criminosa.

Uma entrevista coletiva será realizada às 11h30 em Teresina.

Operação Certame

A primeira etapa do concurso, realizado em dezembro de 2013, já havia sido anulada por fraudes, constatadas por meio da Operação Certame. A prova objetiva foi reaplicada em fevereiro de 2014.

Segundo a Polícia Civil na época, um tenente da Polícia Militar era o mentor do esquema e havia organizado a venda de gabaritos. Ele foi flagrado recebendo o gabarito de uma candidata que, segundo a polícia, havia sido paga para fazer a prova e repassar as respostas.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon