Cinco PMs são presos em operação contra tráfico de drogas, grupos de extermínio e milícias no Maranhão


Eles são suspeitos de envolvimento no tráfico de drogas, armas e vários homicídios. Operação 'Cifra Negra' cumpriu 30 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de prisão.


As polícias Civil e Militar realizaram nessa quarta-feira (30) a 1ª fase da operação 'Cifra Negra', que cumpriu mais de 30 mandados de busca e apreensão e 24 de prisão contra suspeitos de envolvimento no tráfico de drogas, armas, exploração de jogos de azar, prevaricação e homicídios com características de execução no Maranhão.


"Ela [operação] ocorreu em vários municípios do estado do Maranhão, foram cumpridos três mandados de prisão na grande Ilha de São Luís, cumprimos mandados em Viana, Matinha, Penalva e dois foram presos ainda no estado do Mato Grosso", afirmou o delegado Guilherme Campelo, Superintendente da Polícia Civil do Interior. 


Segundo a polícia, nessas regiões atuavam grupos de extermínio com atividade de milícias. Os integrantes agiam com violência e intimidação, possuindo relações com o Poder Público para burlar as investigações.

Dentre os presos estavam cinco policiais militares, como o soldado Cleomar do Nascimento e os sargentos Valber Santos Costa e Janilson Santos, que já foi candidato a vereador em Viana. Eles eram responsáveis por dar cobertura e despistar a atenção da polícia no momento das ações criminosas.

"Os policiais trabalhavam, de certa forma, para blindar a atuação do grupo criminoso, bem como dar determinados comandos. A motivação desses homicídios eram as mais diversas e, aliado a isso, tinha tráfico de drogas porque muitos desses que foram presos hoje tem envolvimento com o tráfico e tem passagem na polícia nesse sentido," afirmou o delegado Guilherme.

Em São Luís, foram presos Luís de Jesus Pinto dos Passos, o “Luís Matador”, e Franciomar Costa Travassos, o “França”.

Segundo a polícia, a associação criminosa foi identificada como responsável por pelo menos oito assassinatos, inclusive envolvendo o filho de um Procurador do Estado, crime ocorrido em 31 de janeiro deste ano, na cidade de Anajatuba.

No Estado do Mato Grosso foram presos Helton Melônio Pereira, conhecido como "Eltinho", e um outro homem identificado apenas como "Fabinho da Farmácia".


do blog do Gilberto Lima.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon