Condenado a 22 anos de prisão, assassino de comerciante é preso dentro do Socorrão I

Gerson Devision foi preso depois de a polícia receber uma denúncia anônima, informando que ele estaria internado no Socorrão I, sem identificação. No momento da abordagem, ele fingiu que estava morto.
A Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), deu cumprimento, nessa quinta-feira (21), ao mandado de prisão por sentença condenatória contra Gerson Devision Chaves Pereira, conhecido como “Cabelinho”.

Ele foi condenado a 22 anos de reclusão pelo crime de latrocínio contra o comerciantes José Nilton Escórcio de Resende, conhecido como "Piracuruca", que morava no Residencial Vinhais, em São Luís. O crime aconteceu no dia 10 de abril de 2008.

Gerson Devision foi preso depois de a polícia receber uma denúncia anônima, informando que ele estaria internado no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), sem identificação.

Ele estava internado em decorrência de um acidente. Quando os policiais chegaram para interrogá-lo, ele ainda se fingiu de morto. Após a coleta das digitais, Gerson Devision foi identificado e preso.

Depois das formalidades legais, o preso foi conduzido para o Hospital Clementino Moura, o Socorrao II, sob escolta da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP).

do blog do Gilberto Lima.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon