Polícia prende condenados por roubos em São José de Ribamar


A Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), por meio da Delegacia Especial de São José de Ribamar e Seccional Leste, deflagrou, no início da tarde desta quarta-feira (27), uma operação que culminou no cumprimento de Mandados de Prisão em desfavor de condenados por roubos.

Foram presos Wyllyam Sousa Machado, de 31 anos, e Joanes Santos Rodrigues, de 34 anos, ambos em decorrência de decisão condenatória pela prática do crime de roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas.

Os presos foram encaminhados ao Centro de Triagem em Pedrinhas, onde seguem à disposição da Justiça.

A polícia chegou a prender também Gilmarlisson Ribeiro Berredo, conhecido como “Guny”, de 29 anos, que havia sido condenado a 6 anos e 4 meses de reclusão, mas a sentença contra ele havia sino anulada por insuficiência de provas. Nesta quarta, a Justiça reconheceu o equívoco na expedição do mandado de prisão. “Cuida-se de decisão para chamar o processo à ordem devido ao Mandado de Prisão expedido erroneamente em desfavor do acusado Gilmarlisson Ribeiro Berredo, já absolvido nestes autos Após os procedimentos legais”. 

O alvará de soltura em favor de Gilmarlisson Berredo foi expedido imediatamente.

Os crimes

No dia 26 de agosto de 2009, por volta das 13h, nas proximidades do Colégio Tancredo Neves, na Cidade Operária, São Luís/MA, William Sousa Machado e Gilmarlisson Ribeiro Berredo (absolvido) subtraíram pertences de dois homens, mediante violência e grave ameaça exercida com emprego de arma de fogo. Eles fugiram levando três aparelhos celulares e mais a importância de dez reais.

As vítimas conseguiram anotar a placa da motocicleta utilizada pelos assaltantes, tendo a polícia militar saído em perseguição, logrando êxito em prender, em flagrante, apenas William Sousa Machado, que confessou a autoria do delito e delatou a participação de  Gilmarlisson Ribeiro Berredo.

William Sousa Machado foi condenado nas penas do art. 157, § 2º, I e II, c/c art. 70, ambos do CPB, a 7 anos de reclusão, em regime inicial semiaberto.

Joanes Santos Rodrigues, de 34 anos, foi condenado a 05 anos e meses de reclusão, em regime semiaberto, por delito do art. 157, § 2º, incisos I e II, do Código Penal.

No dia de janeiro de 2007,  ele tomou um veículo de assalto  nas proximidades da garagem de empresa 1001, na Forquilha.

Juntamente com Jones Rodrigues, foi condenada (à mesma pena) a mulher identificada como Sandra dos Santos Carvalho, que participou da ação criminosa. 


As vítimas conseguiram anotar a placa da motocicleta utilizada pelos assaltantes, tendo a polícia militar saído em perseguição, logrando êxito em prender, em flagrante, apenas William Sousa Machado, que confessou a autoria do delito e delatou a participação de  Gilmarlisson Ribeiro Berredo.

William Sousa Machado foi condenado nas penas do art. 157, § 2º, I e II, c/c art. 70, ambos do CPB, a 7 anos de reclusão, em regime inicial semiaberto.

Joanes Santos Rodrigues, de 34 anos, foi condenado a 05 anos e meses de reclusão, em regime semiaberto, por delito do art. 157, § 2º, incisos I e II, do Código Penal.

No dia de janeiro de 2007,  ele tomou um veículo de assalto  nas proximidades da garagem de empresa 1001, na Forquilha.

Juntamente com Jones Rodrigues, foi condenada (à mesma pena) a mulher identificada como Sandra dos Santos Carvalho, que participou da ação criminosa.


do blog do Gilberto Lima.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon