Tragédia: Policial militar comete suicídio em Santa Inês - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Tragédia: Policial militar comete suicídio em Santa Inês



O policial militar identificado como Ítalo Bruno dos Santos Chaves, de 26 anos, lotado no 7° BPM, em Pindaré-Mirim, recorreu ao suicídio na cidade de Santa Inês, a 247 km de São Luís.

O PM estava desaparecido desde ontem, sábado (09). O corpo foi encontrado em cima de uma cama na residência do policial, na Travessa Newton Belo 325, no bairro Nova Santa Inês.

Ele recorreu ao suicídio disparando um tiro de arma de fogo na cabeça.

O militar, que ingressou na PM em 2014 e trabalhava no Esquadrão Pretoriano (moto patrulhamento), também era acadêmico do curso de Direito.


De acordo com o Coronel Edeilson Carvalho, comandante do Batalhão de Choque, em postagem no Instagram, Santos estava recém separado e atravessava algumas desilusões nos negócios financeiros particulares.

Diante de mais essa tragédia, o coronel alerta para a necessidade de melhorar a assistência psicológica aos policiais militares. “Esse fatídico nos deixa a certeza de que nos problemas de saúde mental, o inimigo está dentro de nós e não pode ser enfrentado sozinho. Pra nós fica essa triste perda e a certeza de que temos que melhorar a assistência psicológica dos nossos policiais, dever da corporação, mais responsabilidade que cai nos ombros de cada colega de serviço. Do comandante ao companheiro de serviço” disse.

Segundo suicídio em menos de um mês


A policial militar Claudia Suellen Cavalcante, lotada no 7º BPM, em Pindaré Mirim, recorreu ao suicídio na noite do dia 19 de outubro deste ano. 

No momento da tragédia, a PM estava dentro do carro com o namorado no Parque da Raposa, próximo ao Ginásio de Esporte João Cambinha, em Santa Inês.

Em meio a uma discussão, ela teria puxado a arma e disparou um tiro em si mesma. A militar deixou duas filhas. Claudia Suellen morava em Pindaré Mirim. Ela havia ingressado na Corporação em 2017.

do blog do gilberto Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot