SÃO PAULO | Homem mata amigo ao vê-lo com sua esposa e grava ato com celular - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

SÃO PAULO | Homem mata amigo ao vê-lo com sua esposa e grava ato com celular

Segundo advogado, ele gravou a cena para provar aos filhos que estava sendo traído, mas foi surpreendido quando viu o amigo no carro com a mulher

Um homem de 50 anos matou um amigo a facadas após encontrá-lo com sua esposa em um carro.
O crime, gravado pelo próprio autor do assassinato, ocorreu em Valinhos, interior de São Paulo, no sábado (04) . As informações são da Record TV.
No vídeo, é possível ver o momento em que Marinilbis Crisóstomo Tiago, o marido, encontra Neliana Tiago, a esposa, junto de Valmir Severino. “Eu sabia! Tudo que fiz por você”, diz Marinilbis, que a agride. Na sequência, ele segue Valmir e grita: “Sou seu amigo, rapaz”. Depois da perseguição, o homem o alcançou e matou o amigo com a faca.
Segundo Antonio de Oliveira Junior, advogado de defesa de Marinilbis, ele gravou a cena porque queria provar para os filhos que estava sendo traído, mas foi surpreendido ao ver que era o amigo que estava com a esposa. Antonio diz que a faca estava no carro e era usada para churrascos e pescaria. A alegação é de que o crime foi em legítima defesa, e Antonio defende que Valmir, maior em estatura que Marinilbis, saiu do carro em sua direção, e que o autor do crime utilizou a faca para se defender.
Marinilbis disse que, após Valmir saiu do carro, se lembrou da faca. “Peguei a faca e apontei para o Valmir, e ele saiu correndo”, recordou ele, que afirma estar arrependido.

Marinilbis afirma estar arrependido pelo crime
Reprodução/Record TV

Neliana Tiago, esposa de Marinilbis, também deu entrevista ao Balanço Geral, e, apesar de afirmar que errou, não diz se de fato traiu o marido. “Eu estava conversando com o Valmir no carro. Quando ele chegou e se deparou com a cena, ele entrou em fúria”, disse ela, que completou:
“Ele não me ameaçou [de morte]. Não acho que tinha intenção de me matar nem de matar ele (Valmir). Não é justo ele pagar por um erro meu.”
O crime é investigado na Delegacia de Polícia de Valinhos.
Fonte | R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot