Acusado de matar major da PM do Piauí é recapturado oito meses após fugir de presídio - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

domingo, 9 de fevereiro de 2020

Acusado de matar major da PM do Piauí é recapturado oito meses após fugir de presídio



Após oito meses foragido, Wallison Jhonatan Rodrigues de Sousa foi preso em flagrante com um carro roubado nessa segunda-feira (3) em Timon, no Maranhão. Ele é acusado de matar o major Mayron Moura Soares durante assalto em 2017.

De acordo com o delegado Ricardo Freitas, a prisão foi feita pela Polícia Militar do Maranhão depois uma perseguição ao acusado e o seu comparsa. Durante a abordagem, Wallison apresentou documento falso.


Conforme a polícia, Wallison e o seu comparsa estava com um veículo roubado e foram perseguidos pelos policiais da Força Tática. Em seguida, eles abandonaram o carro, pularam os muros de residências até serem presos.

"Ao ser preso ele se identificou como Lucas Cassiano, porém ao receber a foto dele o reconheci como o autor da morte do major Mayron. Então alertei a Polícia Militar e a delegada da Central de Flagrantes, onde ele sustentou a identidade falsa. Já nesta terça-feira, ao ser transferido para o presídio de Timon, o Wallison confirmou o seu nome verdadeiro", revelou.

A Polícia Civil e a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) foram acionadas. Wallison Jhonatan tem mandado de prisão em aberto e deve ser transferido em breve para o sistema prisional do estado.

Fuga
Wallison Jhonatan Rodrigues de Sousa foi transferido por engano da Penitenciária de São Raimundo Nonato para o regime semiaberto na Colônia Agrícola Major César, de onde fugiu no dia 31 de maio e ocorrência foi descoberta somente três dias depois.

Ele e o comparsa Iranilson Pereira dos Santos foram condenados a 33 anos pelo crime de latrocínio. No mesmo dia da fuga, a 1ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí reduziu em 10 anos as penas dos dois acusados.

Entenda o caso
Mayron Moura Soares foi assassinado na noite do dia 21 de março de 2017, quando esperava a filha em um ponto de ônibus, no bairro Todos os Santos, Zona Sudeste da capital. Segundo a polícia, o militar foi baleado durante um assalto. Os dois suspeitos foram presos horas depois do crime.

O major era comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar de Teresina.


do portalcn1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot