CORONAVÍRUS. É motivo de pânico no Maranhão?

Resultado de imagem para DRA THAIZA HORTEGAL

Por Dra. Thaiza Hortegal*

CORONAVÍRUS. É motivo de pânico no Maranhão?

Ainda não, mas a velocidade com que o vírus vem se espalhando nos demais países e estados e a preparação dos governos para lidar com o coronavírus nos dá um alerta para intensificar as prevenções. O problema é a onda de fake news que se espalha confundindo a cabeça da população. Por isso, no momento em que o Maranhão se enquadra, apresentar informações reais e intensificar campanhas educativas devem ser prioridades.

Muitos passageiros que estiveram em regiões da pandemia podem acabar trazendo "na bagagem" o vírus, e apresentar sintomas como febre forte, tosse, falta de ar, dificuldade de respirar, aperto no peito, e liquido nos pulmões que caracteriza pneumonia viral.

Para todos nós que frequentemente estamos em ponte aérea devido a trabalho ou estudos, precisamos redobrar as precauções. As medidas recomendadas são bem simples, mas para bloquear a disseminação do coronavírus precisam estar na rotina dos maranhenses.

O principal é lavar as mãos com frequência principalmente antes de consumir as refeições, usar lenços descartáveis para higiene nasal, cobrir boca e nariz quando tossir ou espirrar, evitar tocar mucosas nos olhos, nariz e boca, manter os ambientes bem ventilados, evitar aglomerações e contato com pessoas que apresentam sintomas da doença, ficar em casa se estiver resfriado.

Não há remédio ou vacina específica para o coronavírus e no Maranhão não estamos imunes. Recebemos turistas, temos uma forte atividade portuária, muitos maranhenses viajam para o exterior, por isso acredito que a informação é a nossa maior arma para combater a doença.

Como deputada estadual, protocolei Indicação pedindo que todos os poderes - Executivo, Legislativo e Judiciário que detêm meios de comunicação como rádio, tv, site, redes sociais e publicam periódicos impressos, realizem campanhas educativas e divulguem informações reais que ajudem a população se prevenir. O Maranhão conta com a ajuda de todos nesse momento.

*Médica pediatra, primeira dama de Pinheiro (MA) e eleita deputada estadual em 2018 pelo Partido Progressistas.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon