Meme do Caixão toma conta da web! Entenda a história por trás da tradição africana e confira os melhores vídeos



Nos últimos dias, as redes sociais foram tomadas pelo “meme do caixão”. Não sabe do que estamos falando? A gente te explica! Os virais trazem cenas de finais trágicos, seguidas de um vídeo mostrando carregadores de caixão, dançando ao som da música eletrônica “Astronomia”, de Vicetone & Tony Igy.



Para nós, a marcha fúnebre toda animada pode parecer uma brincadeira, mas isso é algo bastante comum em Gana, país localizado no Golfo da Guiné, na África Ocidental. O movimento foi criado pelo agente funerário Benjamin Aidoo, em 2012.

Em entrevista à BBC, feita em 2017, ele explicou que a adição de coreografias aos cortejos seria apenas mais uma opção disponível dentre os serviços oferecidos aos seus clientes. “Quando o cliente vem até nós, perguntamos: ‘Você quer algo solene ou um pouco mais teatral? Ou talvez uma coreografia?'”, explicou Benjamin.



No continente africano há diferentes tradições funerárias, como enterros festivos, para celebrar a boa vida do falecido, e não necessariamente lamentar a morte com pesar. E há quem pague milhares por uma despedida como essa! Dependendo da importância da pessoa para a sociedade, a animação pode custar um valor de R$ 80 mil, segundo a fonte.

“Os carregadores de caixões elevam o ânimo nos funerais no Gana com danças loucas. As famílias pagam cada vez mais dinheiro pelos seus serviços para que se possam despedir dos seus entes queridos desta forma”, mencionou a reportagem.

Antes das danças se popularizarem, Gana já tinha fama por seus caixões “alegóricos”, feitos no formato de algo representativo e simbólico para quem se foi, como por exemplo carros, animais ou outros objetos.



Leão, com um automóvel atrás, em fábrica de caixões em Gana. (Foto: Emilio Labrador/Flickr)


Caixão em formato de uma garrafa de refrigerante. (Foto: Emilio Labrador/Flickr)
Os memes

As montagens geralmente mostram momentos “fail” de alguém, ou atitudes questionáveis que acabam dando bem errado, como colocar a cabeça dentro da boca de um crocodilo ou fazer parkour no parapeito de um edifício muito alto. Separamos vários deles pra você conferir! Sim, são muitos MESMO, mas vale a pena ver até o final! Confira no primeiro vídeo acima: 

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon