Recém-nascido é encontrado morto dentro de saco plástico em lixão no Maranhão - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Recém-nascido é encontrado morto dentro de saco plástico em lixão no Maranhão


Um bebê recém-nascido foi encontrado morto dentro de um saco plástico na quarta-feira (15) por catadores em um lixão no município de Balsas, localizado a 810 km de São Luís. A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) investiga o caso.

Segundo a Polícia Civil, o bebê era do sexo masculino. Após ter sido encontrado, o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Imperatriz, para apurar as causas da morte. O laudo pericial deve ser divulgado em breve.

De acordo com o delegado Fagno Vieira, a polícia trabalha com as hipóteses de que o bebê tenha sido abortado clandestinamente na região e que o corpo tenha sido deixado no lixão pela mãe da criança. A polícia já realizou investigações em hospitais e maternidades do município para tentar solucionar o caso.

Até o momento, nenhuma pessoa suspeita pelo crime foi identificada. O delegado explicou que tem pedido o auxílio da imprensa local e dos moradores da região para que denunciem qualquer pista que seja relacionada com o crime.

“Nós passamos a diligenciar junto a hospitais e maternidades da cidade e, como a gente acredita que também tem a possibilidade desse parto ter sido realizado de maneira clandestina na própria residência. A gente já passou a anunciar através da imprensa local, solicitando informações, ajuda da população, para que se tiver alguma informação que possa auxiliar a polícia a chegar a autoria do crime. Que nos forneça pelos canais oficiais porque com certeza, essa mulher não conseguiu esconder a gravidez durante esse tempo todo. Algum parente, algum familiar, deve suspeitar e telefonar para a polícia”, disse o delegado.

Fonte: G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot