Hildo Rocha mostra que morrem 9 vezes mais pessoas no Maranhão de Covid-19 do que em outros estados - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Hildo Rocha mostra que morrem 9 vezes mais pessoas no Maranhão de Covid-19 do que em outros estados


Em reunião da Comissão de Acompanhamento das Ações de combate ao Coronavírus do Congresso Nacional o deputado federal Hildo Rocha assegurou que o grande problema no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no País é a falta de competência de alguns gestores estaduais na gestão da saúde pública.

O parlamentar maranhense comparou as ações que vem sendo realizadas pelos governos dos estados de Minas Gerais e Maranhão no enfrentamento do novo Coronavírus.

“Existem governadores que tem sido muito incompetentes neste momento de luta. Eu posso me referir ao Maranhão. O governador Flávio Dino, está sendo uma lástima. É um governador bom de marketing e muito ruim de serviço”, disse Hildo Rocha durante a reunião virtual da Comissão.

O deputado Hildo Rocha demonstrou com números a incompetência do governo Flávio Dino. Ele mostrou que enquanto  morre uma pessoa de Covid-19 no estado de Minas Gerais no Maranhão morrem nove pessoas.


“Para se ter uma ideia, Minas Gerais, tem 21 milhões de habitantes. O Maranhão tem 7 milhões de habitantes. No Maranhão, até o dia 7 de maio, já morreram 305 pessoas de Covid-19; em Minas Gerais, 106 pessoas, ou seja, a cada um mineiro que morre de Covid-19, no Maranhão morrem 9 pessoas, isso mostra o desmantelo, a incompetência do governo Flávio Dino. O Governo Flávio Dino já está no seu sexto ano de mandato, faz muita propaganda, mas poucas ações concretas e eficazes no combate às doenças”, acrescentou.


A Comissão Mista foi instalada no dia 20 de abril. A sua criação foi previstas no decreto de Estado de Calamidade Pública, que entrou em vigor no dia 20 de março e tem vigência até o dia 31 de dezembro deste ano. O colegiado é composto por 12 parlamentares titulares – sendo 6 senadores e 6 deputados federais – e o mesmo número de suplentes. O objetivo da Comissão é fazer o acompanhamento da situação fiscal e a execução Orçamentária e financeira das medidas relacionadas ao combate de Coronavírus no Brasil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot