Preso suspeito de assassinar o publicitário Diogo Campos em briga de trânsito

Ayrton Pestana, suspeito de matar Diogo Campos

imirante - quarta, 15 de junho de 2020

O homem suspeito de ter assassinado o publicitário Diogo Adriano Costa Campos na Lagoa da Jansen, em São Luís, se apresentou à Polícia Civil na noite desta terça-feira (16). Acompanhado de um advogado, Ayrton Campos Pestana está prestando depoimento na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em São Luís.

De acordo com informações da Superintendência Estadual de Homicídio e Proteção à Pessoa, após apresentação do suspeito, foi cumprido o mandado de prisão preventiva. Em interrogatório, ele manteve a negativa da autoria.

De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no início da tarde desta terça-feira. Diogo Adriano Costa Campos foi atingido com um tiro no pescoço após uma discussão de trânsito. Em entrevista à rádio Mirante AM, o delegado Wang Chao Jen informou que a discussão teve início em um condomínio localizado na região do homicídio.

Momento da quase colisão que, segundo a polícia, culminou com a morte do publicitário Diogo Campos

 Diogo Adriano Costa Campos morreu após ser atingido por um tiro no pescoço. (Foto: Divulgação)

Poucas horas depois do homicídio, a Polícia Civil identificou o carro usado pelo homem que assassinou Diogo Adriano. Trata-se de um Argo vermelho, de placa PTJ-2844, que foi apreendido em uma oficina de conserto de televisores e passou por perícia. A polícia localizou o veículo após analisar imagens de câmeras de segurança da área onde o homicídio aconteceu.


Diogo Adriano Costa Campos, de 41 anos, era sobrinho-neto do ex-presidente da República, José Sarney, e pai de uma menina.

*Matéria atualizada às 7h48 desta quarta-feira (17)



Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon