Perícia mostrou que carro usado no crime não era o do pai de Ayrton Pestana; houve muita comemoração por parte da família, no momento em que o jovem deixou a prisão - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Perícia mostrou que carro usado no crime não era o do pai de Ayrton Pestana; houve muita comemoração por parte da família, no momento em que o jovem deixou a prisão


Perícia concluiu que o carro usado no crime não era o do pai dele. 

Por William Fernandes- quinta, 18 de junho de 2020

O jovem Ayrton Pestana, preso na última terça, suspeito de ter sido o autor do disparo que matou o publicitário Diogo Campos, sobrinho-neto de José Sarney, durante briga de trânsito (Veja aqui), deixou a prisão na noite desta quinta, 18. Ele estava preso na penitenciária de Pedrinhas.



Um laudo do ICRM – Instituto de Criminalística concluiu que o carro do pai dele, um Argo vermelho, não foi o mesmo usado pelo assassino.



De acordo com informações, o carro do pai de Ayrton passou a manhã toda na Avenida Venceslau Brás, no local onde funciona uma oficina, em que o jovem estava trabalhando com o pai, Vanderley Pestana.

Alguns detalhes, segundo a perícia, diferenciam os dois veículos: um deles é modelo comum, o outro é drive; um tem limpador traseiro, o outro não; o carro usado pelo assassino tem fumê nos vidros, o do pai de Ayrton não tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot