Estudante de veterinária é picado por cobra naja no DF e fica em coma - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Estudante de veterinária é picado por cobra naja no DF e fica em coma

Com insuficiência respiratória, o jovem foi submetido à intubação. O quadro é considerado grave


Naja que picou estudante de veterinária no Gama

Um jovem de 22 anos está em coma induzido após ser picado por uma cobra naja. O incidente com o animal exótico ocorreu nessa terça-feira (7/7), no Gama. A família aguarda resultados de um tratamento feito com soro vindo do Instituto Butantan, de São Paulo. O medicamento chegou a Brasília na noite de terça-feira. O universitário está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora.

Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul estuda medicina veterinária com ênfase em animais silvestres e exóticos. A naja é comumente encontrada na África, no Sudoeste da Ásia, Sul da Ásia e Sudeste Asiático.

De acordo com informações dos familiares, o estudante teve reação negativa ao soro e o procedimento ficou suspenso até que o paciente volte a ficar estável.

O estado de saúde dele é considerado graveMaterial Cedido ao Metrópoles

Estudante de veterinário picado por cobra naja no DF
Pedro é estudante de medicina veterináriaArquivo Pessoal

Amante de animais exóticos, o rapaz sempre tira fotos com elesMaterial Cedido ao Metrópoles

A cobra que picou o rapaz é uma naja, comum em regiões da África e da ÁsiaMaterial Cedido ao Metrópoles

No Brasil, não há najas, logo, o soro que combate ao seu veneno é raroMaterial Cedido ao Metrópoles

O Instituto Butantan enviou um soro para ser aplicado no jovemMaterial Cedido ao Metrópoles

O estado de saúde dele é considerado graveMaterial Cedido ao Metrópoles

Estudante de veterinário picado por cobra naja no DF
Pedro é estudante de medicina veterináriaArquivo Pessoal

O Metrópoles apurou que Pedro foi levado ao hospital pelos pais. Ele apresentava palidez, tontura e dormência nos membros inferiores, sintoma que evoluiu e atingiu os membros superiores.

O estudante também estava com a visão turva. Especialistas do Instituto Butantan estão em contato direto com a equipe médica que cuida do caso.

O soro enviado pelo Instituto Butantan era o único guardado no estoque da entidade. O medicamento é de difícil exportação e, com a pandemia, ficou ainda mais complicado.

Pedro Henrique está com insuficiência respiratória e, por isso, foi submetido à intubação. O quadro é considerado grave. Ele está com ventilação mecânica e sonda. Os médicos devem voltar a aplicar o soro ainda nesta quarta-feira (8/7).

de Metropoles.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot