....

....

...

[VÍDEO] Antônio Fagundes apanha de policial em posto de gasolina? Não! É mais um boato

Boato – Visivelmente bêbado, o ator da Globo Antônio Fagundes apanhou de um policial durante uma discussão em um posto de gasolina. Vídeo mostra tudo.
É incrível a quantidade de informações distorcidas atribuídas a vídeos que circulam na internet. Entre anônimos (criamos uma lista de sete boatos sobre o assunto aqui) e famosos (como no caso do vídeo de Viviane Araújo), ninguém está livre. E o personagem da história de hoje é o ator da Globo Antônio Fagundes.
De acordo com um vídeo que circula na internet, Fagundes foi flagrado bêbado em um posto de gasolina e discutindo com um homem. As imagens mostram que o homem (muito mais jovem do que o ator e, em alguns casos, descrito como policial) dá dois socos na pessoa que seria o ator, que cai no chão.
As imagens, que foram filmadas sem nenhum contexto que explique o que aconteceu, renderam inúmeros comentários. Leia alguns deles: “Esses são os artistas “Antonio Fagundes” ovacionados pelo povo. Produto da Rede Nojo de televisão. Nada que dois na venta não ponha no lugar… Até o juízo”, “A Decadência da Global lixo Ator Antônio Fagundes Bebado ofende, apanha, pede para tomar tiro e Boninho pede respeito” e Antônio Fagundes Vivendo um dia de Fábio Assunção Kkkkk vaaaaiiiiii”.

Ator Antônio Fagundes apanhou de policial em posto de gasolina?

Entre críticas e aplausos (sim, tiveram aplausos) da ação do homem que agrediu o idoso embriagado, uma dúvida ficou no ar. A pessoa que está no vídeo (que não vamos mostrar aqui em respeito ao senhor que foi agredido) é o ator Antônio Fagundes? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.
Ao bater o olho na notícia, já ficamos desconfiados. Ela surgiu em alguns perfis que não descreviam muito o que aconteceu e, em seguida, começou a ser publicada como a “história do policial e desacato” por sites de fake news e perfis que sempre publicam (ou compartilham) informações falsas.
Não demorou muito para a história começar a ser solucionada. O perfil no Twitter da Band News de São Paulo apontou que a assessoria de comunicação do ator desmentiu a história. “A assessoria de comunicação do ator Antônio Fagundes confirma que não é ele que aparece sendo agredido num de combustíveis. Em instantes, a TV Globo vai divulgar uma nota para esclarecer o ocorrido”, aponta.
Também entramos em contato com assessoria de Antônio Fagundes, que nos confirmou a informação. A assessoria do ator disse ao Boatos.org que a pessoa no vídeo não é ele. Também foi dito que a TV Globo divulgará uma nota oficial desmentindo a fake news: “Vai sair uma nota na Globo, mas não é ele”, disse a assessoria à nossa colaboradora Carol Lira.
Veja a seguir, matéria postada pelo G1, desmentindo a fake news:
Engenheiro confundido com Antonio Fagundes em vídeo diz que passa bem após agressão em posto
Vídeo circula no WhatsApp e virou um dos assuntos mais comentados do Twitter
Do G1:
O homem que aparece em um vídeo embriagado e levando tapas em um posto de combustíveis disse ao G1 estar bem após a agressão sofrida. As imagens viralizaram em redes sociais nesta quinta-feira (17) por causa da semelhança da vítima, de 62 anos, com o ator Antonio Fagundes. O assunto ficou entre os mais comentados do Twitter.
“Estou bem, estou bem. Eu e meu advogado estamos reservados em falar sobre o caso”, disse por telefone o engenheiro aposentado, que prefere não ter o nome divulgado.
A violência aconteceu no dia 5 deste mês em Alphaville, na Grande São Paulo, e foi gravada por celular. Nas imagens, o agressor, um homem alto e forte, desfere dois tapas fortes no rosto do engenheiro, que cai no chão a cada um dos golpes. Em seguida, o agressor aparenta mostrar uma arma para a vítima.
A voz e a aparência física do engenheiro no vídeo se assemelham de tal forma às do ator, que o próprio Fagundes fez questão de se pronunciar para desmentir o caso. A TV Globo também confirmou que não se trata do ator.
O engenheiro deve prestar depoimento informal no Distrito Policial de Santana de Parnaíba na próxima semana, segundo a delegada titular Izabel Ferraz. Preliminarmente, a vítima informou à polícia que ouvia música no posto de combustíveis quando um homem se aproximou e pediu para baixar o volume. Posteriormente, soube-se que o agressor era segurança do local.
“O caso ainda está como de autoria desconhecida. Foi registrado um boletim de ocorrência de lesão corporal e ameaça”, disse a delegada.
Posto
A reportagem do G1 foi até o posto de combustíveis e conversou com um homem que se apresentou como gerente do estabelecimento, mas que não quis se identificar pelo nome.
Num primeiro momento, ele disse que conversou com os funcionários que trabalham no turno sobre uma possível agressão no local na madrugada do dia 5, mas acrescentou que não recebeu informes da equipe.
Ele chegou a sugerir que o caso poderia ter ocorrido em outro posto de mesma bandeira, na mesma Avenida Yojiro Takaoka, mas a delegada confirmou se o registro dos fatos foi mesmo neste posto de combustíveis. O gerente ainda comentou que o local é frequentado por muitos policiais e que a vítima poderia ter se estranhado com algum deles.
Comerciantes do entorno descreveram a vítima como sendo uma pessoa muito querida, que gosta de frequentar o comércio local e ficar conversando com amigos.
A gerente de outro posto de combustível disse que o engenheiro era um bom cliente e que apenas deixou de frequentar o local após o fechamento da loja de conveniências.