....

....

...

Mulher é indiciada por divulgar nudes de nova namorada do ex: 'Tô de boa com meu chifre, mas você vai aprender'

Rapaz que teve relacionamento com a menor e armazenou as imagens também foi indiciado. O caso foi registrado pela Polícia Civil na região norte do Tocantins.

G1-TO

Trecho da conversa entre a ex-namorada do suspeito e a adolescente (Foto: Reprodução)
Trecho da conversa entre a ex-namorada do suspeito e a adolescente (Foto: Reprodução)
Duas pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil por armazenar e divulgar fotos e vídeos pornográficos de uma adolescente de 15 anos. Um dos suspeitos é um jovem de 22 anos que teve um relacionamento com a menor. O material teria sido divulgado após a vítima sofrer ameaças de uma ex-namorada do rapaz.

O caso foi registrado em uma cidade na região norte do Tocantins. As investigações começaram após fotos e vídeos da vítima serem divulgados em um aplicativo de conversas pelo celular. O nome dos suspeitos e o local não serão informados nessa reportagem para preservar a identidade da adolescente.

A Polícia Civil apurou que a menor teve um relacionamento por cerca de duas semanas com o jovem. Em um dos encontros, o rapaz teria deixado a menina sob efeito de álcool. Após manterem relação sexual, a jovem tirou fotos e fez um vídeo íntimo a pedido do companheiro.

Porém, depois disso, a ex-namorada do rapaz descobriu o relacionamento e passou a ameaçar a adolescente: "Eu não quero saber é de nada. Tô de boas com meu chifre, mas você vai aprender a mexer com macho alheio. Não quer ser a putona, agora aguenta carga [...]."

A mulher teve acesso o material pornográfico e divulgou o vídeo no status do WhatsApp, enquanto conversava com a adolescente. Segundo a polícia, ela afirmou que o rapaz teria divulgado as fotos.

Jovem teria divulgado vídeo íntimo em status do aplicativo (Foto: Reprodução)
Jovem teria divulgado vídeo íntimo em status do aplicativo (Foto: Reprodução)

Jovem teria divulgado vídeo íntimo em status do aplicativo (Foto: Reprodução)
O jovem foi indiciado por armazenar e divulgar fotos e vídeos de cunho pornográfico que envolva adolescente, oferecer bebida alcóolica para menores de 18 anos e violação sexual mediante fraude. Ao todo, ele pode ser condenado a uma pena de 20 anos de prisão.

A ex-namorada do rapaz foi indiciada por divulgar e armazenar fotos e vídeo pornográfico da adolescente. Ela pode ser condenada a 10 anos de prisão.

Após o fim das investigações, o caso foi encaminhado para a Justiça. Os dois estão respondendo às acusações em liberdade.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon