João Miguel tem evolução considerável e já se alimenta normalmente


Segundo a mãe, o garoto não apresentou mais febre nem infecções, mas ainda requer muitos cuidados no tratamento.

TÁTYNA VIANA/IMIRANTE.COM

 João Miguel teve 60% do corpo queimado em carvoaria. ( Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ - Internado há quase 2 meses no Hospital de Urgências Governador Otávio Lages (HUGOL), em Goiânia (GO), o menino João Miguel, que teve o corpo queimado em Buriticupu, vem apresentando melhora a cada dia.

A mãe dele, Idenilsa Costa, informou que desde as últimas 48h estão sendo feitos testes para que ele possa se alimentar normalmente, via oral, e gradativamente a sonda deve ser retirada.

Segundo ela, o garoto não apresentou mais febre nem infecções, e as feridas provocadas pelas queimaduras estão em processo de cicatrização. O quadro é estável mas ele ainda segue na UTI, porque requer cuidados.

“A gente conversa com ele, ele balança a cabeça, fala com a gente bem baixinho. Graças a Deus não deu mais febre, nem infecção. Já estão alimentando ele pela boquinha dele mesmo, mas ele ainda tem o aparelho. Estão treinando”, disse a mãe que acompanha o filho desde que ele foi transferido de Imperatriz para o Goiás.

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon