COVARDE: PM agride brutalmente uma atendente de lanchonete por suposto erro no pedido - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

sábado, 23 de março de 2019

COVARDE: PM agride brutalmente uma atendente de lanchonete por suposto erro no pedido


Agressões à atendente da lanchonete aconteceram por um erro no pedido do PM. (Foto: Reprodução)

Por Yahoo

A atendente de uma lanchonete em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, foi espancada com socos e pontapés por um policial militar que reclamou de um suposto erro na entrega de seu pedido. O caso aconteceu no início da madrugada de quinta-feira (21) e foi registrado por câmeras de segurança.

VEJA O VÍDEO DA ATITUDE COVARDE DO POLICIAL/BANDIDO:



As informações foram obtidas pelo O Dia.

O PM foi identificado como Augusto Cesar Lima Santana, lotado no 9° BPM (Rocha Miranda), que teve sua prisão administrativa convertida em prisão em flagrante na tarde do mesmo dia.

O circuito de segurança do estabelecimento registrou a chegada do policial ao local. Já na entrada, ele aponta uma arma para dois entregadores, que ficam com as mãos para o alto, e um deles recebe chutes de Augusto.

Em seguida, o homem se dirige até o balcão, onde está Liz Pacheco Luiz, de 24 anos. O agressor arrasta a jovem pelo cabelo para fora da lanchonete e inicia uma série de agressões contra ela, enquanto a arma continua em sua mão.

Testemunhas relataram que Augusto disse ser delegado assim que chegou ao local.



PM, identificado como Augusto Cesar Lima Santana e lotado no 9° BPM, teve a prisão em flagrante decretada. (Foto: Reprodução/Facebook)

As vítimas prestaram depoimento na 32ª DP (Taquara), que investiga o caso. De acordo com a Polícia Civil, a princípio, ele será indicado pelos crimes de lesão corporal, injúria, ameaça e crime de falsa identidade.

Sobre o caso, a Polícia Militar do Rio de Janeiro limitou-se a dizer que ele foi ouvido na 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar.

Veja o vídeo do momento das agressões:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot