Mãe é acusada de queimar mãos do próprio filho de quatro anos - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 20 de março de 2019

Mãe é acusada de queimar mãos do próprio filho de quatro anos

Segundo a mãe, identificada como Tainá Setubal, o menino teria furtado uma quantia em dinheiro.

IMIRANTE.COM, COM INFORMAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL 20/03/2019 


Tainá Setubal esquentou uma frigideira e queimou as mãos da criança, segundo informações do delgado regional de Pinheiro, Oséas Cavalcante. Foto: Divulgação.

APICUM-AÇU – Uma mulher, identificada como Tainá Setubal Silva, 21 anos, foi presa, nesta quarta-feira (20), acusada de queimar as mãos do próprio filho de quatro anos usando uma frigideira, no município de Apicum-Açu, interior do Estado.


De acordo com informações do delegado regional de Pinheiro, Oséas Cavalcante, a mulher confessou ter cometido a agressão contra a criança. Segundo a acusada, o menino teria furtado uma quantia em dinheiro. Tainá Setubal esquentou uma frigideira e queimou as mãos da criança.

 Tainá Setubal Silva, 21 anos. Foto: Divulgação

Tainá Setubal Silva foi presa e encaminhada ao presídio do município de Cururupu pelo crime de tortura. A criança foi submetida a exame de corpo de delito e em seguida entregue aos cuidados do Conselho Tutelar da cidade de Apcum-Açu. Os outros filhos de Tainá Setubal Silva ficaram aos cuidados da avó materna, segundo informou o delegado regional.

 A criança foi submetida a exame de corpo de delito. Foto: Divulgação

Em nota, a SSP informa que Tainá Silva foi autuada pelo crime de tortura, com pena prevista de dois a oito anos de reclusão.

Veja nota na íntegra:

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) informa que a Polícia Militar do Maranhão prendeu, em flagrante, uma mulher identificada como Tainá Silva, na cidade de Apicum Açu pelo crime de tortura, nesta quarta-feira (20). O caso chegou ao conhecimento das autoridades policiais através de denúncias.

Tainá, por estar grávida, foi encaminhada ao Hospital Municipal e assim, receber atendimento médico. Em seguida, a mulher foi encaminhada à Delegacia Regional de Pinheiro, onde confessou ter queimado as mãos do próprio filho, uma criança de quatro anos de idade.

A SSP comunica, ainda, que a mãe foi autuada pelo crime de tortura, com pena prevista de dois a oito anos de reclusão. Ela segue presa na Unidade Prisional de Cururupu.

A criança foi entregue aos cuidados do conselho tutelar até segunda ordem do Poder Judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot