Polícia apreende dois jovens com planos de atacar escolas no Brasil - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, 19 de março de 2019

Polícia apreende dois jovens com planos de atacar escolas no Brasil

Um dos jovens não executou o ataque por não ter acesso a uma arma de fogo de repetição, segundo a polícia.

Polícia apreende dois jovens com planos de atacar escolas no Brasil
Policiais trabalham no colégio de Suzano onde ocorreu o massacre, em 13 de março de 2019. - AFP
Por IstoÉ

A polícia apreendeu nesta segunda-feira dois adolescentes suspeitos de planejar ataques contra suas respectivas escolas, menos de uma semana após o massacre que deixou sete mortos em um colégio de Suzano, no estado de São Paulo.

Sem conexão entre si, os adolescentes planejavam entrar armados e provocar numerosas mortes em suas escolas: uma no Rio de Janeiro e outra na cidade de Pontalina, em Goiás, segundo as polícias dos dois Estados.

“Um ex-aluno de uma escola na Praça da Bandeira estava enviando mensagens sobre um atentado que cometeria em seu antigo colégio”, informou a Polícia Civil do Rio de Janeiro sobre a operação, que apreendeu computadores e celulares.

“O menor estava exibindo na Internet fotos de uma arma de fogo e detalhes da ação, inclusive com a rota de fuga”. Também navegava pela ‘deep web’ e participava de foros sobre atentados efetuados em ambientes escolares.

O jovem apreendido em Goiás tinha planos para executar um massacre na escola onde estudava, mas segundo a polícia, não executou o ataque por não ter acesso a uma arma de fogo de repetição.

Entre os elementos encontrados com o adolescente de Pontalina, que alegou sofrer “bullying”, havia uma espingarda (do pai), uma capa, uma máscara e um arco e flecha.

Segundo a polícia, ao ser interrogado o jovem citou dois ataques recentes: a morte de cinco estudantes e dois funcionários na escola Raul Brasil, em Suzano, praticada por dois ex-alunos em 13 de março; e o massacre de 50 pessoas em duas mesquitas da Nova Zelândia, realizado por um supremacista branco na sexta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot