PRIORIDADES | Brejo sedia Audiência Pública do Orçamento Participativo do Estado


Por William Fernandes – quarta, 5 de junho de 2019

VEJA MATÉRIA EM VÍDEO:


O município de Brejo sediou nesta terça, 4, durante todo o dia, uma das 35 Audiências Públicas da edição 2019 do Orçamento Participativo que o governo do Estado está realizando por todo o Maranhão, para a definição de prioridades para os próximos quatro anos.

No Orçamento Participativo é a população quem diz em que áreas e em quais obras devem ser investidos os recursos públicos. Além das autoridades presentes ao auditório do CEMOPS, estiveram participando da audiência moradores de vários municípios do Baixo Parnaíba.

“O Orçamento Participativo é uma ação importante, onde a gene identifica e pode opinar na alocação de recursos públicos com obras que beneficiam a população. É uma forma democrática de se governar e fazer o bem a todos de forma mais ampla possível”, disse o estudante da UFMA de Chapadinha Thiago Jansen, que estava representando a Fundação ESQUEL.




O prefeito de Brejo, Zé Farias destacou a importância do Orçamento Participativo e falou dos benefícios que município já recebeu do governo do estado.

“Quero parabenizar e agradecer ao Governador Flávio Dino e ao vice, Carlos Brandão, pelo grande trabalho, principalmente pelo que fez por Brejo na Infraestrutura, com o Mais Asfalto, na Educação, com o IEMA, mais salas de aula, Escola Digna, Ônibus; investimentos na Agricultura, com máquinas; na Segurança, com viaturas; na Saúde com ambulância e equipamentos. Acredito que ele vai continuar investindo em nosso município e em todo o Estado, e esse Orçamento Participativo nos dá a oportunidade de dizer o que mais precisamos e o que queremos”, disse o prefeito.
.
Para o Secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação popular (Sedihpop), Francisco Gonçalves, é justo que a população possa participar da escolha de como os recursos públicos devem ser investidos, assim como participa na escolha do gestor: 

“É uma questão bem simples: se a população votou para escolher o governador, é justo também que a população participe para escolher as prioridades de investimento do Governo do estado, sobretudo numa situação de crise, em que toda  situação de crise é fundamental a definição do que é mais importante, e, nesse caso, a proteção dos mais vulneráveis: as crianças, idosos, e ao mesmo tempo investimentos na agricultura familiar, segurança pública, educação, assistência Social, questões essenciais para garantir a qualidade de vida das pessoas”. 

Inclusão Popular

O processo do Orçamento Participativo ocorre desde 2015, contemplando todo o Maranhão a partir de territórios que englobam os 217 municípios. No período, as escutas territoriais possibilitaram a elaboração de mais de 990 propostas, que tiveram a saúde, educação, agricultura, infraestrutura, saneamento e assistência social entre as áreas mais demandadas e votadas pelas comunidades. 

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon