Vereador mata prefeito a tiros por causa de porteira em lote de terra - Blog do William

Blog do William

Blog do William - Notícias de Chapadinha e do Baixo Parnaíba Zap: (98) 99210-7825 Anapurus, Mata Roma, Brejo, São Bernardo, Santa Quitéria, Urbano Santos, Belágua, São Luís, Milagres do Maranhão, São Benedito,

Home Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Vereador mata prefeito a tiros por causa de porteira em lote de terra

O local do crime foi periciado neste sábado. Marquinho (acima) fugiu após a morte de Hélio(foto: Allex Eller/ Alterosa e Reprodução)

Desavença antiga entre Marquinho do Depósito (PSDC) e Hélio Pinto de Carvalho (PSDB) terminou em morte, em Naque, no Vale do Aço

O prefeito de Naque – cidade de 6,9 mil habitantes, no Vale do Aço –  Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, conhecido como “Hélio da Fazendinha”,  foi morto a tiros  na manhã deste sábado. O suspeito do assassinato é o vereador e comerciante no município Marcos Alves de Lima (PSDC), o "Marquinho do Depósito".

Marquinho deixou o local do crime, mas foi preso ainda nesta manhã pela Policia Militar após montagem de cerco na região.

Hélio da Fazendinha chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, também no Vale do Aço, a 50 quilômetros de Naque.

Chicote e revólver

De acordo com as primeiras informações, o prefeito e o vereador já teriam desavenças antigas. Na manhã deste sábado, se encontraram junto a um local onde Marquinho do Depósito comprou terreno para implantar loteamento ao lado de área da prefeitura.

Segundo testemunhas, o vereador estava instalando uma porteira na entrada do terreno do loteamento, local em que funcionários da prefeitura teriam jogado entulho.

Por causa disso, começou a discussão entre Hélio da Fazendinha e Marquinhos. O prefeito teria atingido o vereador com um chicote. Foi aí que Marquinho do Depósito informou que estava armado.

A confusão continuou e, ainda de acordo com o relato dos moradores, o vereador sacou um revólver e atingiu o chefe do executivo local com quatro disparos. Logo em seguida, Marquinhos deixou o local em uma caminhonete Ford Ranger.

A Policia Militar de Ipatinga iniciou as buscas na região. Às 11h30, a assessoria do  comando do 14º Batalhão da Policia Militar (BPM) de Ipatinga anunciou que Marcos Alves de Lima foi preso quando tentava fugir em uma estrada vicinal em direção a Governador Valadares. A arma do crime foi apreendida.

Por meio de nota enviada à tarde, a Polícia Civil informou que já investiga a morte de Carvalho. A perícia foi realizada e testemunhas eram ouvidas. O vereador prestaria depoimento na Delegacia de Governador Valadares. (Com Cristiane Silva).

Por O Estado de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.

Post Top Ad

Your Ad Spot