Polícia encontra R$ 130 mil enterrados em casa de traficante em Coroatá

Policiais civis de Coroatá, a 260 quilômetros da capital, apreenderam aproximadamente R$ 130 mil que estavam enterrados no quintal de uma residência no bairro Vila Cilene.

O valor pertenceria aos suspeitos de tráfico de drogas Raimundo Nonato Lopes Souza, de 40 anos, conhecido como “Neto”, e Rogério Rodrigues Araújo, de 33 anos, conhecido como “Prateado”.

Os dois traficantes foram presos no dia 17 de julho deste ano com mais de 150 quilos de maconha embalados e prontos para serem comercializados.

“A gente continuou as investigações e descobriu informações sobre como a quadrilha estocava o dinheiro que ela movimentava. Pedimos uma busca, que foi prontamente decidida pelo poder judiciário, permitindo com que a gente conseguisse lograr êxito em apreender essa grande quantidade de dinheiro”, disse o delegado Francisco Fontenele, titular de Coroatá.

O dinheiro foi localizado em um terreno, ao lado da residência da mãe de “Prateado”, dentro de uma balde de tinta. “A gente sabe que, na maioria das vezes eles enterram o dinheiro. A gente conseguiu cobrir uma grande quantidade do terreno até encontrar essa quantia”, informou.

Serão ouvidas nos próximos dias a proprietária do imóvel – para se descobrir se ela sabia da movimentação do dinheiro enterrado no terreno – e uma pessoa que estava no local e que servirá como testemunha.

A residência possui um estabelecimento comercial, de onde foram apreendidos cigarros, motosserras e botijões de gás que vinham sendo comercializados de forma irregular.


Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon