Vigia de escola é preso após estuprar adolescente por mais de 5 horas em Presidente Dutra




A Polícia Civil prendeu o vigia de escola Antônio Alves de Farias, de 66 anos, suspeito de estuprar uma adolescente de 12 anos de idade. O crime ocorreu no bairro de Fátima, em Presidente Dutra, a 350 km de São Luís.

Segundo a vítima, ela saiu de casa para ir ao mercado comprar ingredientes para o almoço, quando o estuprador a arrastou a força para dentro de casa. Ele amarrou mãos e pés da adolescente e cometeu abuso sexual por mais de 5 horas.

A adolescente, para escapar do bandido, teria se fingido de morta. Em um descuido dele, ela conseguiu fugir se abrigando em uma residência.

Com a chegada da polícia, Antônio Alves tentou empreender fuga, mas acabou sendo preso na MA-034, entre o povoado Baú e a cidade de Caxias.

“Tota”, como é conhecido na cidade, ainda resistiu à prisão e foi alvejado pela guarnição. Ele foi levado para um hospital na cidade de Caxias. O pedófilo confessou o crime.

Em busca na residência do preso, os policiais encontraram uma arma de fogo e várias caixas de preservativos, além de outros objetos pornográficos.

Para a polícia, pela quantidade de material pornográfico encontrado, “Tota” deve ter praticado outros crimes semelhantes.

O estuprador já trabalhou na cidade como vigia da Prefeitura. Ultimamente ele estava na função de vigia de uma escola particular do município.

Com informações de Eduardo Ericeira

Postado por GILBERTO LIMA

Atenção! Comentários abusivos e desrespeitosos serão deletados. Nem tente.
EmoticonEmoticon